Tecnologia
Acompanhe:

Anonymous prometem atacar sites ligados a terroristas

Representante do grupo prometeu localizar e fechar todas as contas de redes sociais relacionadas à al-Qaeda e ao ISIS

 (MelissaToh / Flickr)

(MelissaToh / Flickr)

G
Gustavo Gusmão

Publicado em 9 de janeiro de 2015, 18h28.

O grupo de ativistas Anonymous divulgou, nesta última quinta-feira, um vídeo em que "declara guerra" a terroristas da al-Qaeda e do Estado Islâmico". A mensagem, com áudio distorcido e em francês, foi publicada pela "sucursal" belga dos hackers, que condenou o ataque realizado contra a redação do jornal francês Charlie Hebdo na quarta-feira.

Segundo o Telegraph, o homem que veste a máscara de Guy Fawkes promete "localizar e fechar" todas as contas de redes sociais relacionadas aos grupos como forma de "vingar aqueles que foram mortos" no atentado. A operação recebeu o nome de #opCharlieHebdo.

Um documento em francês também foi publicado no Pastebin, e no texto o grupo de ativistas prestou as condolências "às famílias das vítimas deste ato covarde e desprezível". Os hackers também falam do golpe sofrido pela liberdade de expressão, algo que eles defendem desde sempre.

Como lembrou o Telegraph, os Anonymous ganharam notoriedade pelos diversos ataques DDoS que já realizaram contra órgãos governamentais e empresas em anos passados. Os estragos costumam ter bastante repercussão e nunca são exatamente fáceis de serem revertidos. Confira o vídeo abaixo.

//www.youtube.com/embed/k1sCVOG9BF8