Android é mais vulnerável que iPhone, diz especialista

Para chairman da empresa de segurança Trend Micro, caráter aberto do sistema do Google o torna menos seguro

São Paulo - Dispositivos móveis rodando o sistema Android são mais vulneráveis a ataques de crackers e vírus do que dispositivos da Apple como o iPhone, afirmou Steve Chang, chairman da empresa de software de segurança Trend Micro.

Em entrevista à Bloomberg, Chang afirmou que o sistema operacional do Google tem muitas falhas que podem comprometer a segurança do aparelho. “O Android é de código-aberto, o que significa dizer que crackers podem entender a arquitetura por trás do sistema e do código-fonte. Temos de dar créditos a Apple, pois ela foi bem cautelosa quanto a isso”, afirmou Chang.

De acordo com o chairman, a Apple possui um conceito de sandbox que isola a plataforma, o que previne certos arquivos maliciosos de se replicar ou decompor e evitarem reconhecimento de antivírus.

Para o executivo, a plataforma de código aberto do Android permite um cenário sem regras. A tendência é que usuários do sistema passem a comprar softwares de segurança para seus dispositivos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.