Com redução de assentos, preços das passagens aéreas podem subir até 54%

Levantamento da Associação Internacional de Transporte Aéreo aponta que os preços vão subir em todas as regiões

A possibilidade das companhias aéreas reduzirem o número de assentos quando voltarem às atividades irá encarecer as passagens de avião. Segundo a  Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), a alta nos preços pode variar entre 43% e 54%, dependendo da região. 

O estudo realizado pela Iata aponta que na América Latina, com um limite de 62% de ocupação, o preço da passagem deverá sofrer um acréscimo de 50%. O maior aumento nos preços será na Ásia, de 54% e o menor na África e Oriente Médio e América do Norte, com um incremento de 43%, cada um. Veja abaixo: 

  • África e Oriente Médio: 43%
  • Ásia: +54%
  • Europa: +49%
  • América Latina: +50%
  • América do Norte: +43%
  • Norte da Ásia: +45%

A Iata se opõe ao distanciamento social dentro das aeronaves deixando os assentos do meio vazios. Segundo a Associação, as evidências sugerem que o risco de transmissão do coronavírus (covid-19) a bordo das aeronaves é baixo. 

“O uso de máscaras por passageiros e tripulantes reduzirá o risco já baixo, evitando os dramáticos aumentos de custos nas viagens aéreas que as medidas de distanciamento social a bordo trariam.”

Além disso, a Iata propõe o rastreio da temperatura dos passageiros, trabalhadores dos aeroportos e viajantes,  processos de embarque e desembarque que reduzem o contato com outros passageiros ou tripulação, limitar o movimento dentro da cabine durante o voo e limpeza da cabine mais frequente e mais profunda. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.