Pop

Universal e TikTok entram em novo acordo e músicas banidas retornam ao aplicativo

Com o entendimento, canções de Taylor, Drake e outros estarão disponíveis na plataforma

Publicado em 2 de maio de 2024 às 08h17.

O Universal Music Group entrou em um acordo com o TikTok para voltar a transmitir a música de seus artistas na plataforma. Nesta ano, canções de nomes como Taylor Swift, Drake e Olivia Rodrigo haviam sido excluídas do aplicativo de vídeos curtos.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, quando músicas de Swift, incluindo as de seu álbum mais recente, divulgado em abril, foram colocadas de volta no TikTok.

No começo do ano, um desentendimento acerca do licenciamento das canções fez com que o app retirasse os trabalhos de alguns artistas do aplicativo. De acordo com o Universal Music Group, à época, a proposta de pagamento do TikTok representava apenas uma fração do que é pago por outras plataformas sociais.

Entre as reclamações do grupo, está o fato de que, no app, há canções geradas por inteligência artificial, as quais poderiam ferir os direitos dos cantores em relação também ao licenciamento das músicas. Agora, o novo acordo não só aumenta a remuneração pelo uso das canções como também introduz proteções ligadas ao uso da IA generativa.

De acordo com a CEO do Universal Music Group, o novo entendimento 'foca no valor da música' e também no bem-estar da comunidade criativa.

Por sua vez, o CEO do TikTok, Shou Zi Chew, declarou que a plataforma está comprometida a trabalhar junto com o grupo para dar valor a todos os artistas e compositores do Universal Music Group.

Com informações da CNBC.

Acompanhe tudo sobre:Taylor SwiftMúsicaTikTok

Mais de Pop

Bob Newhart, comediante de 'The Big Bang Theory', morre aos 94 anos

Dia Internacional de Nelson Mandela: 7 curiosidades sobre a trajetória do líder sul-africano

Dez anos longe da TV, Manoel Carlos, o criador da 'dona Helena', quer voltar com projeto inédito

'Senna': minissérie sobre o melhor piloto do Brasil ganha data de estreia; veja

Mais na Exame