Bombeiro é acusado de provocar incêndios e diz que fez "por adrenalina"

Se condenado, o "bombeiro piromaníaco" pode pegar até 15 anos de prisão e multa de 150.000 euros
"Bombeiro piromaníaco": homem é preso na França acusado de provocar incêndios florestais (Ueslei Marcelino/Reuters)
"Bombeiro piromaníaco": homem é preso na França acusado de provocar incêndios florestais (Ueslei Marcelino/Reuters)
A
AFPPublicado em 29/07/2022 às 20:18.

O bombeiro detido na última quarta-feira na França acusado de provocar incêndios florestais no sul do país confessou que o fez em busca de "adrenalina", informou a promotoria de Montpellier.

O acusado, apelidado pela imprensa francesa de "bombeiro piromaníaco", confessou que esteve por trás de incêndios em 26 de maio, 21 de julho e 26 de julho.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Em meados de julho, em plena onda de calor na França, dois incêndios no sudoeste do país queimaram mais de 20.000 hectares de floresta.

"Perguntado sobre as suas motivações, ele declarou que o fez para que a intervenção da brigada antiincêndios o tirasse de um ambiente familiar opressor e pela excitação e adrenalina, em suas palavras", explicou a promotoria.

O bombeiro voluntário, 30, que não foi identificado, trabalha principalmente como guarda florestal, e a prevenção de incêndios é uma de suas funções. Sua advogada, Marie Bar, assinalou na TV que, durante o interrogatório, "ele manifestou bastante arrependimento e, acima de tudo, um forte sentimento de vergonha".

"Ele se desculpou com os bombeiros com quem trabalha, que chama de sua grande família. É alguém com grande devoção pelo trabalho", acrescentou a advogada. "De certa forma, sente-se aliviado com a prisão. Tem dificuldade em explicá-lo, vê isso como um vício."

Se condenado, o bombeiro pode pegar até 15 anos de prisão e multa de 150.000 euros, segundo a promotoria. "É lamentável ter na organização indivíduos assim", declarou na TV o ex-coronel de brigada Ludovic Pinganaud.

(AFP)

LEIA TAMBÉM:

Em vídeo, Will Smith pede desculpas a Chris Rock e revela o que aconteceu após tapa no Oscar

Neymar é alvo de pedido de prisão na Espanha; entenda