Negócios
Acompanhe:

TIM amplia portfólio de serviços de internet e banda larga com AES Atimus

Investimento de R$ 1,6 bilhão, no entanto, não é suficiente para companhia alcançar as líderes desse setor

Aquisição da Atimus reforça atuação da TIM no setor de banda larga por meio de fibra óptica (Getty Images)

Aquisição da Atimus reforça atuação da TIM no setor de banda larga por meio de fibra óptica (Getty Images)

D
Daniela Barbosa

Publicado em 8 de julho de 2011, 12h47.

São Paulo - A compra da AES Atimus pela TIM, anunciada nesta sexta-feira (8/7), complementa o leque de serviços oferecidos pela companhia de telecomunicação. Há dois anos, a operadora comprou a Intelig para atuar no segmento de telefonia fixa. Agora com a aquisição da Atimus, reforça sua atuação no setor de banda larga por meio de fibra óptica .

"São operações complementares e que reforçam a estratégia da TIM: a de diminuir a distância das principais empresas desse setor no país", afirmou Eduardo Tude, presidente da Teleco, consultoria especializada em telecomunicação.

Segundo ele, a operação fechada por cerca de 1,6 bilhões de reais, torna a TIM mais competitiva, apesar de não alterar o ranking liderado por Oi, Net e Telefônica; juntas, elas detêm cerca de 80% desse mercado.   

Para alcançar as líderes, a TIM teria que apostar em novas aquisições. "Mais investimentos, como o anunciado hoje pela TIM, serão necessários para que a companhia acompanhe as principais empresas desse mercado", afirmou Rosangela Ribeiro, analisa da SLW corretora.

De acordo com ela, no entanto, há dúvidas sobre a capacidade de a TIM bancar novos aportes. "Trata-se de um valor bastante alto pago pela AES", disse Rosangela.

A AES Atimus é dividida em AES EP Telecom e AES Com Rio e tem operações em 21 cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. De acordo com a TIM, a expectativa é que o negócio seja concluído no quarto trimestre e gere economias de 1 bilhão de reais ao longo de três anos, disse a operadora por meio de comunicado.