O imparável Lemann

Apenas dois dias depois de a Kraft Heinz ter retirado sua oferta de 143 bilhões pela Unilever, seus controladores brasileiros, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, fecharam uma aquisição bilionária. A Restaurante Brands International (RBI), rede de fast-food controlada pelo 3G e pelo fundo Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, comprou nesta terça-feira a rede Popeyes Louisiana Kitchen, especializada em frango frito.

A companhia é pouco conhecida fora do Brasil, mas tem mais de 2.600 restaurantes em 25 países e custou 1,8 bilhão de dólares. Faz parte agora de um conglomerado que inclui a rede Burger King, comprada em 2010, e a rede Tim Hortons, adquirida em 2014. O grupo passa a ter 20.000 restaurantes em 100 países. Uma das prioridades é crescer na Ásia. A China é o maior mercado da concorrente KFC, mas não tem nenhum restaurante da Popeyes.

A aquisição pode ser seguida por outras compras do 3G neste ano, segundo analistas e investidores. O fundo tem 10 bilhões de dólares para aquisições e farto acesso a crédito bancário. Os próximos alvos podem ser General Mills, Kellogg’s, Mondelez (que foi separada da Kraft em 2012) — e até a própria Unilever, numa nova investida. Nesta terça-feira, após o feriado nos Estados Unidos, as ações da Kraft Heinz chegaram a cair 4%, num sinal de que investidores desanimaram com o cancelamento da oferta.

Uma dúvida volta a ganhar força após cada nova aquisição do 3G: o modelo de comprar companhias de alimentação, cortar custos e ganhar na escala é vitorioso no longo prazo? Ou afeta a qualidade dos produtos e, consequentemente, será rejeitado pelos consumidores? “O modelo começou para valer em 2004. É cedo para dizer se uma empresa mais enxuta traz benefício aos consumidores ou se é um caminho para um longo e irrefreável declínio”, diz Roger Martin, professor na escola de negócios Rothman, da Universidade de Toronto. Enquanto a questão permanece no ar, Lemann e sua turma continuam comprando.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.