A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Fast Shop começa a fazer entregas com Tuk Tuk elétrico na Black Friday

Companhia quer avançar em sustentabilidade com projeto de entregas rápidas

A varejista Fast Shop, que comemorou 35 anos de atuação no mercado brasileiro em 2021, anunciou uma parceria com a startup Veloo para entregas com veículos elétricos. Essa nova modalidade de delivery, que busca zero emissão de carbono, é sustentada por 100 "tuk tuks", que atualmente operam em fase piloto, como conta a companhia com exclusividade à EXAME.

  • Quer aprender a investir nas principais empresas ESG do país? Saiba como no novo curso da EXAME Academy

Por enquanto, as entregas com os veículos estão acontecendo somente na região central de São Paulo, mas já existe a expectativa de expandir o projeto em 2022, tanto para outros bairros de São Paulo como para outras cidades.

"Alguns locais mapeados estão onde a nossa parceira Veloo tem operação, o que inclui Salvador, Recife, Fortaleza, João Pessoa, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre", afirma Eduardo Salem, diretor geral de operações da Fast Shop. A companhia não divulga o valor do investimento na nova modalidade de entregas.

Os veículos funcionam com bateria de lítio 60V e com potência de 3000 Wh, dando aos veículos uma autonomia de até 80 quilômetros -- e devem acelerar as entregas feitas pela companhia, uma tarefa cada vez mais exigida das varejistas em todo o Brasil.

Para atender a essa demanda, a companhia já contava com o serviço UltraFast, em que o cliente recebe a compra em até uma hora depois da aprovação do pagamento. O modelo lembra outras iniciativas adotadas por varejistas como Americanas e por marketplaces como o Mercado Livre no país.

Aliando sustentabilidade ao prazo, a Reserva também anunciou este ano o investimento em caminhões elétricos para acelerar entregas no Rio de Janeiro. Resumo da ópera: é a corrida das empresas para provarem que conseguem se adaptar à agilidade exigida por consumidores em um momento no qual as mudanças climáticas têm lugar, bem como a adaptação cada vez mais acelerada à comodidade de comprar de forma digital.

É um argumento que cabe bem à Fast Shop, na estratégia de crescimento acelerado pós-pandemia que a empresa adotou. Em entrevista realizada em maio deste ano, Salem afirmou que 70% das entregas da empresa já são realizadas em 24 horas e que a companhia ampliou em 35% a capacidade de armazenamento do Centro de Distribuição (CD) de São Paulo, bem como investiu para tornar cada loja um mini CD.

Tudo isso, aliado ao princípio de sustentabilidade dentro da companhia, indicando que os Tuk Tuks podem ser só o começo. “Cuidar do meio ambiente é uma parte fundamental na nossa missão de encantar e cuidar dos clientes por toda vida. E o olhar para a sustentabilidade estará cada vez mais intrínseco aos nossos negócios”, afirma Eduardo. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também