Depois de um ano, Disney conclui compra da Fox

Aquisição do estúdio é peça fundamental para empresa poder lançar seu próprio serviço de streaming

A partir desta quarta-feira, 20, os estúdios Walt Disney oficialmente concluem a aquisição da 21st Century Fox, pondo fim a um dos seis maiores estúdios de Hollywood, dono de marcas como FX, Fox Searchlight e National Geografic. O negócio de 71,2 bilhões de dólares faz parte da estratégia da Disney de aumentar o número de conteúdos antes do lançamento de seu serviço de streaming no final de 2019.

Para facilitar o processo de aquisição, a 21st Century Fox (21CF) transferiu alguns ativos, como a Fox Sports, a Fox News e a Fox Broadcasting, para a recém-criada Fox Corporation (FOXA), conforme divulgado em comunicado no Twitter. Um dia antes da conclusão da compra, na terça-feira, 19, as duas empresas, 21CF e FOXA, foram listadas na NASDAQ como companhias independentes de capital aberto. A partir das 00h02 desta quarta-feira na costa leste dos Estados Unidos (01h02 no horário de Brasília), a aquisição da 21CF pela Disney entrou em vigor.

A proposta de compra dos estúdios de cinema da Fox pela Disney foi feita pela primeira vez em dezembro de 2017 com uma oferta de 52 bilhões de dólares. No final de 2018, a Comcast, dona dos estúdios da Universal, também tentou adquirir os estúdio, o que obrigou a Disney a subir o valor de sua proposta.

A demora na conclusão da operação de compra aconteceu pois 24 países onde os estúdios atuam tiveram que aprovar a aquisição. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) brasileiro condicionou a autorização da operação à venda da Fox Sports, já que a Disney é dona dos canais esportivos ESPN.

A partir de agora, com a conclusão da aquisição, a Disney terá alguns meses antes do lançamento do Disney+, seu serviço de streaming, para organizar todo o conteúdo cinematográfico proveniente de Twentieth Century Fox, Fox Searchlight Pictures e Fox 2000, assim como as produções televisivas do estúdio, que incluem sucessos como Os Simpsons e Modern Family. No dia 11 de abril, a empresa apresentará a plataforma ao público pela primeira vez.

A companhia, dona de grandes marcas, como o sucesso de bilheteria Os Vingadores, está em um esforço contínuo para assegurar que o Disney+ seja um competidor forte frente aos serviços já existentes, como a Netflix e o Amazon Prime Video. O conteúdo da Fox, bem como seus direitos sobre personagens famosos, como os X-Men, serão peça chave no sucesso do novo produto da empresa de Mickey Mouse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.