Cervejaria chilena CCU aposta em cidra na Argentina

Empresa pagou US$ 12,2 milhões para controlar duas líderes do mercado argentino

Buenos Aires – A cervejaria chilena CCU pagou US$ 13,2 milhões para ficar no controle de duas empresas líderes do mercado da cidra na Argentina, informou nesta terça-feira a empresa.

A operação supôs a compra de participações diretas e indiretas nas empresas argentinas Sáenz Briones, dona da marca Sidra Real, e Sidra La Victoria.

Sáenz Briones possui depósitos e escritórios nos arredores de Buenos Aires e uma adega na província de Mendoza, enquanto Sidra La Victoria é dona de uma fábrica na província de Rio Negro e de um armazém na periferia da capital argentina.

CCU é o segundo fabricante de cervejas na Argentina, atrás do grupo AmBev, com capital brasileiro, e passou assim a ganhar uma parcela superior a 50 % do mercado local de cidras, de acordo com o jornal “El Cronista”.

A companhia chilena, que faz parte do grupo Lusik, tem um faturamento anual na Argentina de US$ 250 milhões e com estas aquisições prevê chegar aos US$ 300 milhões.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.