Cade aprova aquisição da Fleet Services pela Movida

Compra de 100 por cento das quotas da Fleet Services pela companhia de locação de veículos foi anunciada em 17 de agosto
Movida: acordo de compra prevê pagamento de 5 milhões de reais, acrescidos de outros 17 milhões de reais em dívidas da Fleet (Paulo Whitaker/Reuters)
Movida: acordo de compra prevê pagamento de 5 milhões de reais, acrescidos de outros 17 milhões de reais em dívidas da Fleet (Paulo Whitaker/Reuters)
G
Gabriela Mello, da ReutersPublicado em 21/09/2017 às 09:42.

São Paulo - A Superintência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição pela Movida da locadora de veículos de alto padrão Fleet Services, de acordo com despacho publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira.

Em 17 de agosto, a companhia de locação de veículos e gestão de frotas anunciou a compra de 100 por cento das quotas da Fleet Services, então detidas pelo Grupo Eurobike e por Jorg Henning Dornbusch.

O acordo previa pagamento de 5 milhões de reais, acrescidos de outros 17 milhões de reais em dívidas da Fleet, conforme informou a Movida em comunicado.

Parecer divulgado no site do Cade ressalta que a autarquia "entende que o mercado de terceirização de frotas não se confunde com o de locação de veículos". O documento ainda cita que os veículos que serão adquiridos pela Movida representam menos de 10 por cento do volume em circulação no mercado de terceirização de frota.

O órgão antitruste ainda destaca que a receita da Fleet em 2016 também correspondeu a menos de 10 por cento do faturamento total do mercado.

"Por todo o exposto, em face da baixa sobreposição horizontal decorrente da operação, esta Superintendência-Geral conclui que a presente operação não acarreta prejuízos ao ambiente concorrencial, podendo ser aprovada por rito sumário", diz o parecer.

As ações ordinárias da Movida acumulam ligeira queda de 1,58 por cento em setembro.