Negócios
Acompanhe:

Brasil tem 55 bilionários no começo de 2023; saiba quem lidera o ranking

A soma das fortunas chega a US$ 155,9 bilhões, algo em torno de R$ 836,20 bilhões, segundo dados da Forbes

Sócio-fundadores da 3G Capital ocupam as primeiras posições da lista (3G CAPITAL/Divulgação)

Sócio-fundadores da 3G Capital ocupam as primeiras posições da lista (3G CAPITAL/Divulgação)

M
Marcos Bonfim

Publicado em 3 de janeiro de 2023, 06h04.

O Brasil começa o ano de 2023 com 55 pessoas que detêm mais de 1 bilhão de dólares, de acordo com o índice em tempo real da Forbes que analisa as maiores riquezas do mundo.

O número revela uma pequena queda em relação ao começo do ano passado, quando a publicação contabilizava 62 profissionais. A soma das fortunas chega a US$ 155,9 bilhões, algo em torno de R$ 836,20 bilhões.

As primeiras posições na lista dos bilionários brasileiros são ocupadas por executivos fundadores do 3G Capital, grupo que faz a gestão de grandes marcas brasileiras e internacionais dos mais variados setores. Entre elas, como Burger King, Ambev, Kraft-Heinz e Americanas.

Jorge Paulo Lemann é o mais rico do país, com patrimônio estimado em US$ 16,1 bilhões, o que o coloca como no 102º lugar entre os bilionários de todo o mundo.

Ex-homem mais rico do Brasil, Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, caiu para a quinta colocação. A sua fortuna, oriunda majoritariamente das ações da Meta (holding controladora do Facebook, Instagram e WhatsApp), sofreu com a queda dos papéis, que perderam 65% do valor ao longo de 2022.

Leia também:

Quem são as 10 pessoas mais ricas no Brasil em 2023:

1. Jorge Paulo Lemann - US$ 16,1 bilhões

Jorge Paulo Lemann é dono da maior cervejaria do mundo, a Ab InBev, além de sócio da 3G Capital, que comanda as redes Burger King, Tim Hortons, Kraft-Heinz e outros.

O grupo empresarial, fundado com seus sócios Marcel Telles, Beto Sicupira e Alex Behring, é responsável por empresas de grande porte de alcance global.

Lemann também tem negócios com o mega investidor Warren Buffett, conhecido como o Oráculo de Omaha – referência ao seu conhecido do mercado financeiro e à sua cidade natal nos Estados Unidos – e dono da Berkshire-Hathaway.

Juntos, adquiriram a Heinz, hoje batizada de Kraft Heinz, após a compra da Kraft Foods, seguida por um processo de uma fusão entre as empresas.

2. Marcel Herrmann Telles - US$ 10,8 bilhões

Sócio de Lemann, Telles é também cofundador da 3G Capital. A relação entre os dois teve início quando Lemann comprou o Banco Garantia, instituição na qual Telles começou em cargo administrativo e conquistou destaque ao longo do tempo.

3. Carlos Alberto Sicupira - US$ 8,8 bilhões

Com Lemann e Telles, forma o trio responsável pela criação da Ambev e todos os negócios que surgiriam viriam na sequência.

4. Irmãos Safra - US$7,3 bilhões

Filhos do banqueiro Joseph Safra, falecido em 2020, os irmãos e a mãe, Vicky Safra, são os donos do Banco Safra.

5. Eduardo Saverin - US$ 7,0 bilhões

Cofundador do Facebook com Mark Zuckerberg, o brasileiro detém uma pequena quantidade de ações da Meta, novo nome da holding que controla o Facebook. Em 2016, lançou o fundo de investimentos B Capital, que reúne US$ 6,5 bilhões sob gestão. Em meados de 2022, o fundo anunciou que levantou US$ 250 milhões para investir em startups em early stage.

6. Lucia Maggi - US$ 6,6 bilhões

Mulher mais rica do Brasil, Lucia Borges Maggi, de 90 anos, lidera a operação do grupo Amaggi, hoje uma das principais exportadoras de soja do mundo. A empresária se tornou a principal acionista da empresa em 2001, após a morte de seu marido, André Maggi, com quem dividia a gestão da desde 1977.

7. Alexandre Behring - US$ 5,5 bilhões

Behring é mais um nome entre os sócios da 3G Capital. Cofundador da empresa, ele apareceu pela primeira vez na lista de bilionários da Forbes em 2020.

8.André Esteves - US$ 5,2 bilhões

Banqueiro e empresário brasileiro, André Esteve é chairman e senior partner do BTG Pactual - do mesmo grupo controlador da Exame.

9. Luciano Hang - US$ 4,7 bilhões

Fundador das lojas Havan, conglomerado varejista espalhado por todo o país, Hang se tornou conhecido também pela sua constante presença nas redes sociais e pelo apoio ao governo de Jair Bolsonaro, derrotado nas últimas eleições.

10. Jorge Moll Filho - US$ 4,5 bilhões

Fundador da Rede D’or, Jorge Moll Filho é um médico e empresário.  Ele começou o negócio em 1977. Em 2010, vendeu as unidades laboratoriais para o grupo Fleury e, em 2015, parte das ações da rede para o Carlyle Group e para o fundo soberano de Singapura. Atualmente, Moll Filho preside o conselho de administração da Rede D’Or São Luiz.

Veja a lista com as 10 maiores fortunas brasileiras, segundo a lista da Forbes Brasil*

  1. Jorge Paulo Lemann e família - US$ 16,1 bilhões
  2. Marcel Herrmann Telles - US$ 10,8 bilhões
  3. Carlos Alberto Sicupira e família - US$ 8,8 bilhões
  4. Irmãos Safra - US$7,3 bilhões
  5. Eduardo Saverin - US$ 7,0 bilhões
  6. Lucia Maggi e família - US$ 6,6 bilhões
  7. Alexandre Behring - US$ 5,5 bilhões
  8. André Esteves - US$ 5,1 bilhões
  9. Luciano Hang - US$ 4,7 bilhões
  10. Jorge Moll Filho e família - US$ 4,6 bilhões

    Leia também: