Metade dos países africanos vacinou só 2% da população

A África é o continente menos vacinado do mundo, e não há sinal de que a imunização será acelerada
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
A
AFP

Publicado em 30/09/2021 às 14:18.

Última atualização em 30/09/2021 às 14:26.

Só 15 dos 54 países da África cumpriram a meta de vacinar totalmente 10% de sua população contra a covid-19 até o fim de setembro. E pior: metade dos países do continente vacinou apenas 2%, ou menos de sua população.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 30, pelo escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a África.

A meta de 10% de vacinados até 30 de setembro havia sido estabelecida em maio pela Assembleia Mundial da Saúde. "Quase 90% dos países de alta renda já alcançaram essa meta", comparou o órgão.

Na África, nove países, entre eles África do Sul, Marrocos e Tunísia, atingiram a meta ainda no início de setembro, e outros seis aceleraram o ritmo para alcançá-la até o final do mês. Isso foi possível, graças ao aumento das entregas de vacinas, afirma o escritório da OMS na África.

Entre os mais vacinados no continente estão as ilhas Seychelles e Maurício — que imunizaram totalmente mais de 60% de sua população —, assim como Marrocos (48%), Tunísia, Comores e Cabo Verde, com mais de 20%.

"Os dados mais recentes mostram avanços limitados e ainda há muito a fazer para atingir a nova meta da OMS de vacinar completamente 40% da população até o final deste ano", frisou o coordenador do Programa de Imunização e Desenvolvimento de Vacinas do escritório da OMS para a África, Richard Mihigo, em entrevista coletiva.

Tenha acesso ilimitado às principais análises sobre o Brasil e o mundo. Assine a EXAME