Melinda Gates acredita que governo dos EUA doará vacinas em breve

Melinda afirmou que países ricos não precisam vacinar até seus adolescentes antes de começarem a compartilhar doses com países de renda baixa

Melinda French Gates, cofundadora de uma das maiores fundações particulares de caridade do mundo, acredita que o governo dos Estados Unidos analisará em breve quanto de seu suprimento de vacinas contra Covid-19 pode doar bilateralmente e através do programa global Covax.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

"Acho que o governo dos EUA está estudando seu suprimento de vacinas e pensando, 'ok, quanto deveríamos fazer através do Covax, quanto deveríamos fazer bilateralmente', então acho que vocês começarão a ver alguma movimentação aí", disse Melinda em uma entrevista ao Financial Times transmitida nesta terça-feira.

Seus comentários foram gravados antes do anúncio de segunda-feira de que ela e o marido, Bill Gates, cofundador da Microsoft, se divorciarão depois de 27 anos.

Melinda disse que nações ricas não precisam vacinar até suas populações adolescentes antes de começarem a compartilhar doses com países de renda baixa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.