Maduro promete terminar obras da Odebrecht na Venezuela

O Parlamento venezuelano, de maioria opositora, aprovou na quarta-feira a abertura de uma investigação sobre o pagamento de subornos feito pela empreiteira

Caracas -- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se comprometeu neste domingo a terminar as obras iniciadas no país pela Odebrecht, muitas das quais, segundo a oposição, ficaram inacabadas antes mesmo do escândalo sobre o pagamento de propinas a funcionários estatais.

"Não é tecnologia espacial. Se me dizem que é um foguete o que temos que pôr ali, é difícil, (...) mas isso é ferro, cimento e trabalho, e isso nós venezuelanos sabemos fazer. Vamos terminar todas as obras que a Odebrecht tinha no país", disse Maduro em seu programa de televisão dominical.

O Parlamento venezuelano, de maioria opositora, aprovou na última quarta-feira a abertura de uma investigação sobre o suposto pagamento de subornos a funcionários do Estado por parte da construtora brasileira. O acordo foi votado na ausência dos parlamentares chavistas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.