Banco Mundial prevê desaceleração do crescimento em 2011

Previsões caíram de 3,9% para 3,3%, indicando que os emergentes continuarão sendo os grandes responsáveis pela alta

Washington - O Banco Mundial previu nesta quarta-feira uma desaceleração do crescimento global em 2011, e advertiu para a possível repetição do ciclo inflacionário das matérias-primas registrado em 2008.

A instituição informou que suas previsões de crescimento foram revisadas para baixo em relação a seis meses atrás, de 3,9% a 3,3%.

O motor deste crescimento seguirá sendo as economias emergentes, que avançarão duas vezes mais rápido (6%) que os países ricos (2,4%).

Segundo o Banco Mundial, este ritmo de crescimento não será suficiente: "lamentavelmente, estas taxas de crescimento têm poucas possibilidades de eliminar o desemprego e a subutilização dos recursos nas economias e nos setores econômicos mais afetados".

O Bird se mostra particularmente preocupado com a alta dos preços das matérias-primas devido às políticas monetárias generosas nos países ricos e à demanda sólida nos países emergentes.

"Ainda que os preços reais da alimentação na maioria dos países em desenvolvimento não tenham aumentado tanto (...), subiram muito em alguns países pobres".

"Se os preços internacionais continuarem aumentando, os problemas de poder de compra e suas repercussões sobre a pobreza poderão se agravar".

"Estamos muito preocupados com a alta dos preços da alimentação (...). Observamos certas semelhanças com a situação de 2008, justo antes da crise financeira", declarou em entrevista coletiva o diretor de previsões de desenvolvimento do Bird, Hans Timmer.

Rádio EXAME: Crise europeia não vai secar crédito na AL como aconteceu em 2008, diz Austin rating

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.