Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Wikileaks dá o troco na Mastercard

Seis meses após ter doações bloqueadas, Julian Assange faz propaganda parodiando a operadora de cartões de crédito americana

São Paulo - O Wikileaks divulgou ontem uma campanha publicitária com o fundador do site, Julian Assange, lembrando o bloqueio bancário sofrido há seis meses pela operadora de cartões de crédito Mastercard. 

Em tom provocativo, a organização usa o próprio slogan da operadora americana - "Priceless" (ou "Não tem preço", no Brasil) para divulgar o custo de manter toda a rede de investigação ativa, o valor total bloqueado pela Mastercard quando o site começou a atingir os tendões do governo americano - US$ 15 milhões - e, por fim, a constatação de Assange: "ver o mundo mudar como resultado do seu trabalho, 'não tem preço". 

No fim do ano passado, após o vazamento de telegramas da diplomacia americana, diversas empresas de pagamento online como Mastercard, Visa e Paypal romperam os vínculos com Assange e a Wikileaks. A Amazon também se posicionou eliminando o site da organização de seus servidores.

Com grande potencial viral, a campanha lembra bastante uma das estratégias de protesto usadas pelo Greenpeace - a ONG já lançou filmes parodiando comerciais da Dove e da Nestlé, por exemplo.

Assista ao vídeo abaixo ou no canal Meu Comercial.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também