Motorola sugere que Apple provoca "totalitarismo cultural"

Em comercial do novo tablet exibido durante o Super Bowl, companhia provoca Steve Jobs mostrando a obra "1984", de George Orwell
Motorola: marca usa obra "1984". de George Orwell, para sugerir que Apple "escraviza" consumidores (Divulgação)
Motorola: marca usa obra "1984". de George Orwell, para sugerir que Apple "escraviza" consumidores (Divulgação)
D
Da RedaçãoPublicado em 07/02/2011 às 11:26.

São Paulo - A Motorola concluiu sua investida contra a Apple nesse domingo, com um comercial exibido durante o Super Bowl. A peça - que já havia sido anunciada por meio de um teaser - mostra todos os elementos de uma espécie de totalitarismo cultural, inclusive a obra "1984", de George Orwell.

No teaser, a companhia promovia seu tablet, o Xoom, mostrando que as pessoas estão viciadas no modo Jobs de trabalhar. A Motorola comparava 2011 com 1984, ano em que a Apple também usou Orwell para dizer que as pessoas eram escravas da IBM.

No filme mostrado durante a final do campeonato americano, um homem que usa o Xoom aparece como destaque em meio a uma multidão de pessoas iguais, todas supostamente portando iPods. Ele, inclusive, lê pelo tablet o livro de Orwell - cuja estória inspirou a criação do reality show Big Brother.

A assinatura do vídeo contrapõe a do teaser, quando a empresa provocava a rival: "Uma autoridade. Um design. Um jeito de trabalhar." Agora o discurso é outro: "O tablet para fazer um mundo melhor."

Assista ao comercial

https://youtube.com/watch?v=BeocuB2I2xs