Kodak quer ganhar espaço em impressão digital

Há 156 anos no mercado, marca alia expertise em fotografia às novas tecnologias e usa redes sociais para se comunicar com consumidor

São Paulo – Depois da invenção e comercialização em massa das câmeras digitais, as câmeras analógicas e rolos de filmes desapareceram dos laboratórios fotográficos. Aliás, os próprios laboratórios fotográficos não são encontrados com tanta facilidade como antes. Há 156 anos no mercado fotográfico e consolidada como uma das marcas líderes do segmento, a Kodak resolveu aliar sua expertise em fotografia com as novas tecnologias. O resultado foi a inserção da Kodak nas redes sociais e um ganho de mercado. Richard Ford, diretor de captura digital para a Kodak Américas, avaliou as redes sociais como novas formas de interação e contato direto com o consumidor.

Estratégia

“Recentemente, nós introduzimos um novo portfólio de produtos focados em simplificar, conectar e compartilhar. As novas câmeras são para todos, e vão desde as mais básicas até as semiprofissionais, voltadas para os amadores. Contudo, a grande sacada vai muito além de apenas tirar fotos. Nós permitimos que nossas câmeras registrem fotos em redes sociais. A Kodak é comprometida em levar sua comunicação onde estão seus consumidores, seja nas lojas, na internet ou em catálogos.”

Redes sociais

“Bem, hoje, se o Facebook fosse um país, ele seria o terceiro mais populoso do mundo. Além de poder usar o nosso aplicativo Share no Facebook, também pode ser usado no YouTube, Flickr, Kodak Gallery e via e-mail para 30 pessoas. E quando falo compartilhar também falo da impressão de fotos. Nós lançamos uma nova linha de impressoras econômicas e multifuncionais. São quatro modelos que podem ser conectados diretamente de iPhones ou iPod Touches. A Kodak já estava envolvida com as redes sociais antes mesmo de isso se tornar moda. As redes sociais permitiram novas formas de interação e contato direto com os consumidores, uma prática enraizada na nossa cultura e na nossa maneira de entender o consumidor.”

Oportunidade

“Outra oportunidade que identificamos foi para as filmadoras de bolso. Nosso negócio dobrou o market share nos últimos 12 meses. No Brasil, nós percebemos o aumento de interesse dos consumidores nessa categoria. Em outubro do ano passado, a FIA (Fundação Instituto de Administração) fez uma pesquisa que mostrava que câmeras digitais e filmadoras eram um item desejado por 14,4% dos paulistanos.”


Comunicação

“A agência mundial da Kodak é a Ogilvy e no Brasil, é a Olgivy&Mather quem cria as campanhas locais. Porém, a estratégia de comunicação não é a mesma em todo mundo, pois a Kodak entende que consumidores e culturas não são idênticos em todos os lugares. Assim, cada mercado tem sua própria estratégia baseada nas circunstâncias individuais. Já as ações de mar-keting promocional são realizadas pela Átomo Comunicação e as ações em ponto-de-venda, pela Portfólio Comunicação.”

Lançamentos

“Recentemente, a Kodak lançou produtos que se tornaram parte da vida dos brasileiros. Entre as novidades, destaco a câmera digital Kodak Slice, que tem visor de LCD touchscreen e 2GB de memória que armazena até 5 mil fotos. Também temos a Kodak Z981, que tem o maior zoom da categoria, que vai de 26 mm a 676 mm. E ainda a câmera full HD Playsport, que é à prova d’água.”

Brasil

“Vemos o Brasil como um mercado-chave para a empresa, que representa 2% dos nossos negócios mundiais. O Brasil é o único lugar no mundo, depois da China, onde se concentra o mercado de câmera digital. Por conta disso, fizemos uma parceria local com o Google para assegurar que os consumidores brasileiros possam compartilhar suas fotos no Orkut. Para este ano, no Brasil, o foco se volta principalmente para duas linhas: consumo (B2C) e comercial (B2B). Para ambas, a expectativa de crescimento é de dois dígitos até o fim do ano. A área de consumo é uma categoria em franca expansão no Brasil, com previsão para crescer mais de 30% em 2010, liderada por câmeras digitais. Esta é, portanto, uma oportunidade para que a Kodak amplie ainda mais sua participação. Para a área comercial, o foco será ganhar participação no mercado de chapas, incrementar a oferta de serviços de impressão digital gráfica e oferecer a integração de todo fluxo de trabalho através de nossas soluções de softwares.”
 
Leia mais noticias sobre a Kodak

Siga as últimas notícias de Marketing no Twitter

 


Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.