Marketing

Jogadores dominam lista de personalidades brasileiras mais influentes nas redes sociais

Levantamento realizado durante o primeiro semestre de 2024 foca principalmente no número de seguidores no Instagram e no engajamento médio na plataforma; veja Top 10

Vinicius Jr aparece em 2º lugar na pesquisa da Zeeng (Ina Fassbender/AFP)

Vinicius Jr aparece em 2º lugar na pesquisa da Zeeng (Ina Fassbender/AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 8 de julho de 2024 às 10h32.

Última atualização em 8 de julho de 2024 às 10h33.

Os jogadores de futebol seguem entre os mais prestigiados quando o assunto se trata de redes sociais no Brasil. Ao menos foi o que apontou uma pesquisa da Zeeng, que realiza análises de métricas de performance em plataformas digitais. Na lista das dez primeiras personalidades com mais popularidade, cinco são jogadores de futebol. Neymar lidera, seguido por Vinicius Jr. e Endrick (em 4º lugar). Rodrygo Goes (6º) e Gabriel Barbosa (9º) também estão entre os mais prestigiados pelo público.

O levantamento, realizado durante o primeiro semestre de 2024, contempla principalmente o número de seguidores no Instagram e o engajamento médio na plataforma, representando a divisão entre o número de interações pelo número de seguidores no período, multiplicado por 1000.

Quem 'fura' a bolha dos atletas é a influenciadora Virgínia Fonseca, que aparece em 3º, e o cantor Mc Daniel, em 5º. O Top 10 fica completo com o ator e influenciador Carlinhos Maia, em 7º, a influenciadora Deolane Bezerra, em 8º, e a atriz Bruna Marquezine, em 10º.

A pesquisa da Zeeng lista 100 personalidades, incluindo músicos, atletas, artistas e políticos. O deputado federal Nikolas Ferreira, por exemplo, ocupa a 11ª posição, sendo o político mais bem posicionado. Depois dele, o político mais próximo que aparece na lista é o ex-presidente Jair Bolsonaro, na 43ª posição.

Segundo a Zeeng, as Top 100 personalidades brasileiras alcançaram uma média de 359 mil interações por post, com uma taxa de engajamento média superior a 2,6%. Atletas lideram as categorias mais influentes no ranking, representando 28%, seguidos por influenciadores/creators de conteúdo digital com 26%. Artistas compõem 20%, músicos 18%, e políticos 8% do ranking.

De acordo com a Zeng, as 100 personalidades brasileiras alcançaram, em média, 359 mil interações por post, com uma taxa de engajamento superior a 2,6%. No ranking, os atletas lideram, representando 28% das personalidades mais influentes, seguidos por criadores de conteúdo digital (26%). Os artistas correspondem a 20%, os músicos a 18%, e os políticos compõem 8% do ranking.

Em contrapartida, artistas e políticos lideram em média de publicações semanais, com ambos fazendo cerca de quatro posts por semana, seguidos por atletas, creators e músicos, que publicam em média três vezes por semana.

"Ter cinco jogadores de futebol entre os dez mais influentes por engajamento médio no Brasil demonstra a força dos atletas, embora isso nem sempre se traduza em oportunidades de negócios. Poucos atletas são protagonistas no mercado publicitário. Atualmente, Vini Jr. e Endrick se destacam por fechar muitos e bons negócios", afirma Fábio Wolff, especialista em marketing esportivo e sócio-diretor da Wolff Sports.

"Atletas se tornaram influenciadores e, ao mesmo tempo, plataformas de comunicação de massa, pois atingem muitos fãs que os acompanham no dia a dia. Eles podem comunicar saúde, bem-estar e histórias de superação, aumentando a atenção sobre eles. Por outro lado, os influenciadores digitais com perfil de creators atingem nichos específicos, como o caso de Virginia, que é um fenômeno. De modo geral, as personalidades se tornaram canais importantes para as marcas investirem e se comunicarem com o público", complementa Renê Salviano, CEO da Heatmap.

Confira o Top 10 por engajamento médio

Acompanhe tudo sobre:estrategias-de-marketingRedes sociaisInfluenciadores

Mais de Marketing

Disputa pelas listras: Adidas luta com grife Thom Browne pelo monopólio da marca

Campanha eleitoral americana ganha nova narrativa após atentado e foto de Trump

Google integra avaliações do Reclame Aqui à plataforma de Shopping no Brasil

Como a marca Sol de Janeiro se tornou sucesso entre as gerações Z e Alpha

Mais na Exame