• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Bombay, de temperos, se junta à Bombay, do gin, e lança kit

Bombay Herbs e Spices, empresa da família Linguanotto, tem crescido a um ritmo de quase 100% ano a ano
Gin Bombay: gin e marca de especiarias homenageiam mesma cidade indiana (Divulgação/Gin Bombay)
Gin Bombay: gin e marca de especiarias homenageiam mesma cidade indiana (Divulgação/Gin Bombay)
Por Victor SenaPublicado em 06/04/2022 17:26 | Última atualização em 08/04/2022 18:28Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Além da comida do dia a dia, especiarias vão bem em bebidas e drinks, principalmente nos que levam gin. De olho nessa combinação, a empresa brasileira Bombay Spices e Herbs fechou uma parceria com a marca de gin inglesa Bombay Saphire. No nome, as duas fazem uma homenagem à cidade da Índia que foi berço da exportação de temperos do oriente para a Europa. Hoje, a antiga cidade de Bombay se chama Mumbai.

A empresa decidiu lançar um kit que contém anis estrelado, canela, casca de laranja desidratada, flor de hibisco, pimenta rosa, zimbro e a garrafa da Bombay de gin. Além disso, vão a taça de vidro, dosador, água tônica de grapefuit e água tônica original.

Comandada pela família Linguanotto, a Bombay Spices e Herbs focou em oferecer um leque amplo de opções de temperos para ganhar força nos supermercados a partir de 2019.

Até então, ela se chamava  Bombay Food Service e trabalhava fornecendo ervas e temperos de forma B2B, para restaurantes. A empresa era principalmente uma distribuidora de ervas. Nos últimos dois anos, decidiu ir para as prateleiras de supermercados.

Esse novo foco, porém, era apenas uma volta ao varejo, como uma retomada à história da família. Antes de atuar no B2B, a empresa se chamava Linguanotto e estava forte nas prateleiras, como uma empresa de temperos de varejo.

Na década de 80, ela teve sua operação vendida primeiro para a internacional McCormick e depois de devolvida para MasterFoods. A volta às prateleiras só aconteceu por insistência de Sthefano Liguanotto, neto do fundador e filho do então presidente da Bombay Food Service.

“Eu cresci vendo a Linguanotto no Brasil inteiro e sentia falta disso, mas meu pai não queria voltar ao varejo. Eu mesmo comecei a bater na porta dos supermercados e mostrei como faltava uma marca premium naquele segmento. Aí, essa divisão da Bombay ficou 10 vezes o tamanho da divisão B2B, que era comandado pelo meu pai. Aí, a Bombay Food Service foi incorporada", explica Sthefano, atual CEO do grupo.

Sthefano afirma que a seleção de temperos e ervas nos supermercados era toda de um segmento só. "Eu mostrei para os supermercados que eles não precisavam de dez marcas de canela, todas iguais, com qualidade média, mas sim de três: uma de qualidade mais baixa, uma mediana e a nossa, que é sim mais cara, mas tem mais qualidade. Tem marcas que você precisa de um saquinho inteiro de tempero. O nosso você vai precisar de uma pitada", aponta o executivo.

KIT BOMBAY

Kit Bombay Herbs e Spices com a Bombay Saphire: ideia da empresa (Kit Bombay/Divulgação)

Hoje, 60% dos produtos da Bombay são importados e a meta é aumentar esse número, buscando matéria-prima de países referência naquela produção. A páprica defumada, por exemplo, vem da Espanha, melhor lugar para a produção da especiaria, de acordo com Sthefano.

A aposta em se associar com o gin Bombay Saphire parte de um entendimento da marca de que a gastronomia não tem limites, e de que todos os 350 itens podem se encaixar em algum espaço na cozinha. Baccio di Latte e Evino são marcas que também já fecharam parcerias anteriormente.

Desde que reposicionou sua atuação, a empresa de temperos cresceu 300%.  A Bombay possui mais de 500 itens e está presente em 3 mil pontos de vendas.

A Bombay Herbs & Spices tem seis lojas em shoppings da cidade de São Paulo e uma no bairro dos Jardins. No Rio de Janeiro, os shoppings Tijuca e Nova América já tem pontos de venda. Até o fim do ano, a previsão é que mais 23 lojas sejam abertas.  A ideia da empresa também é entrar no segmento de clubes de assinaturas, reforçando a presença digital em 2022.

 

 

Veja Também

Marcas transformam feedback de clientes em poderosos insights
Revista Exame
Há 3 semanas • 8 min de leitura

Marcas transformam feedback de clientes em poderosos insights