Marketing

30 anos sem Senna: piloto segue quebrando recordes com marcas que ele mesmo criou

Três décadas após o acidente em Ímola, ídolo brasileiro segue vivo na memória de milhões de fãs pelo mundo e boa parte deste sucesso é conquistada com as marcas Senna, Senninha e Instituto Ayrton Senna

Ayrton Senna, pilo de fórmula 1.

Ayrton Senna, pilo de fórmula 1.

Rodrigo França
Rodrigo França

Jornalista

Publicado em 26 de abril de 2024 às 12h13.

Última atualização em 26 de abril de 2024 às 13h02.

Ayrton Senna ganhou fama global sendo o melhor piloto do mundo para “derrotar” o cronômetro: sua incrível habilidade de fazer voltas rápidas na classificação garantiram recordes de pole position em sua carreira na F1. Mas o ídolo brasileiro também derrotou o tempo quando o assunto é a imortalidade do valor de sua imagem diante do público: 30 anos após o trágico acidente em Ímola, Senna segue batendo recordes com seu legado por meio das marcas Senna e Senninha, administradas atualmente pela Senna Brands.

As marcas criadas pelo próprio Ayrton nos anos 1990 passam atualmente por um processo de expansão e se mantém relevantes até hoje tanto para fãs que viram Ayrton nas pistas quanto para as novas gerações que só conhecem as histórias do piloto.

“O Ayrton é uma figura global e pesquisas encomendadas por nós indicam que ele desperta mais interesse nas pessoas do que o próprio automobilismo em si. No Brasil, o awareness de marca chega a 92% e em dez países das Américas do Sul e do Norte, Europa e Ásia, está no Top 10 de atletas mais influentes”, afirma Bianca Senna, CEO da Senna Brands e sobrinha do tricampeão.

Em vida, Ayrton Senna mal poderia imaginar como sua marca seria tão bem-sucedida mais de três décadas após a sua criação. Seu pensamento rápido ao volante de um F1 era bem conhecido por milhões de fãs, mas seu talento para os negócios ficou mais evidente quando já tinha conquistado seus três títulos mundiais, em 1991. Foi quando nasceu a marca Senna e o famoso duplo “S”, um logotipo inspirado em uma curva do circuito de Interlagos, criada justamente por Senna quando a F1 voltou para São Paulo.

Nessas quase três décadas, a marca tem parcerias com renomadas empresas dos mais diferentes segmentos, a exemplo de Ducati, TAG Heuer, McLaren, Puma e Asics. “Com tantas possibilidades, vemos um futuro de expansão muito promissor pela frente, tanto em território quanto em produtos e verticais de negócios”, explica.

Série e games online

Para 2024, outra parceria de impacto será com a série com a Netflix. Conteúdos ligados ao automobilismo têm ganhado destaque na plataforma, como a série “Drive to Survive”, que contribui para aumentar o interesse do público.

Outra novidade é a entrada da marca no universo dos games online. Nesta semana, o personagem Senninha estreia no Roblox, dentro do Sportv Land, universo criado pelo canal para reunir fãs de esporte. A plataforma do metaverso permite que usuários criem avatares para interagir com o ambiente e com outros jogadores.

No mundo “Sennaland”, as crianças poderão entrar num ambiente lúdico, que tem jogos de corrida mas também estimula a criatividade e a conscientização ambiental. Por lá, encontram pista de corrida com obstáculos, carros icônicos e estátuas de Senna, além de karts para serem usados pelos jogadores.

Parcerias longevas

Para além das novas parcerias, a Senna Brands mantém vínculos estabelecidos pelo próprio Ayrton, caso dos relógios da TAG Heuer. Outra associação emblemática é com a McLaren. Com essa equipe, o brasileiro conquistou seus três títulos mundiais (1988, 1990 e 1991).

O superesportivo McLaren Senna teve apenas 500 unidades fabricadas e seus números o tornaram na época o carro mais veloz da McLaren a ser apresentado na história, com aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos, velocidade máxima de 340 km/h, 800 cavalos de potência – mais um recorde de Senna.

E foi com uma outra importante marca de carros que Ayrton Senna fez um dos primeiros negócios de sua marca: trazer a Audi para o Brasil, quando o mercado nacional começava a se abrir. No primeiro ano de operação, a Audi previa vender 600 carros — e fechou com 1.470 – mostrando o poder de associar a imagem de um produto a Senna.

Força da marca

Atualmente, o ecossistema de marca abrange uma ampla gama de produtos, desde itens voltados para os fãs de Fórmula 1 e que admiram Ayrton Senna, disponíveis nas corridas da categoria ou em loja online, incluindo bonés, camisetas, mochilas e uma variedade de colecionáveis, como réplicas de capacetes e miniaturas dos carros que Ayrton pilotou.

Pesquisas de marca apontam que o interesse de compra por algum produto aumenta cerca de 60% no Brasil, se for associado à marca Senna, diz a CEO da Senna Brands

“A marca personifica o DNA dele e representa a busca pela excelência, pela performance e a determinação de seguir adiante”, complementa.

Legado

O Instituto Ayrton Senna nasceu em 1994, depois de uma conversa que Ayrton teve com sua irmã, Viviane, para fazer algo para o Brasil em um trabalho mais amplo. Três décadas depois, o Instituto mantém firme sua missão de transformar a realidade de crianças e jovens no Brasil por meio da educação.

Nesses 30 anos de atuação do Instituto Ayrton Senna, já foram mais de 36 milhões de crianças e jovens impactados, em mais de 3 mil municípios parceiros, em todos os estados do Brasil. 
São números que mostram que os recordes do tricampeão mundial seguem sendo ampliados mesmo três décadas após sua última corrida na F1. E mostrando que Senna segue sendo imbatível em sua luta contra o tempo até hoje.

Acompanhe tudo sobre:Ayrton SennaMarcasbranded marketing

Mais de Marketing

Fernanda Montenegro lê Simone de Beauvoir em São Paulo; veja datas e ingressos

Havaianas e Dolce&Gabbana lançam coleção exclusiva de chinelos; saiba quanto custa

75% das empresas não alcançaram suas metas de marketing em 2023, diz RD Station

Em novo livro, Philip Kotler aponta caminho para o futuro do marketing humanizado

Mais na Exame