Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

A Virgin Orbit, do bilionário Richard Branson, entrou nesta terça-feira, 4, com pedido de recuperação judicial no Tribunal de Falências dos Estados Unidos, no Distrito de Delaware. Às 11h40, a ação da companhia caía mais de 20% na Nasdaq, em Nova York.

Em janeiro, o lançamento de satélites pela Virgin Orbit, que deveria ter sido a primeira missão espacial lançada a partir do Reino Unido, falhou. A partir daí a companhia viu seus negócios se complicarem, sem conseguir encontrar um sócio e levando à redução do seu quadro de trabalho.

A Virgin Investments Limited fornecerá US$ 31,6 milhões em financiamento de “devedor em posse”, aguardando a aprovação do Tribunal de Falências de Delaware, para permitir que a Virgin Orbit continue operando enquanto procura um comprador.

A Virgin Orbit, que se desmembrou da empresa de turismo espacial de Branson, a Virgin Galactic, em 2017, foi ao espaço pela primeira vez em janeiro de 2021 levando dez satélites da Nasa à órbita. 

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Saraiva: presidente e vice renunciam ao cargo e assembleia é adiada
seloMercados

Saraiva: presidente e vice renunciam ao cargo e assembleia é adiada

Há 19 horas
Cosan anuncia emissão de debêntures de R$ 1,6 bilhão
seloMercados

Cosan anuncia emissão de debêntures de R$ 1,6 bilhão

Há um dia
Ouro fecha em alta após PMIs fracos, mas perspectivas de juros altos limitam ganhos
seloMercados

Ouro fecha em alta após PMIs fracos, mas perspectivas de juros altos limitam ganhos

Há um dia
IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%
seloMercados

IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%

Há um dia
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais