Estudante universitário ganha R$ 580 milhões negociando "ações memes" da Bed Bath & Beyond

Jake Freeman adquiriu quase 5 milhões de ações da varejista em julho, e logo em seguida os papéis registraram uma valorização de 460%
Bed Bath & Beyond (Bed Bath & Beyond/Exame)
Bed Bath & Beyond (Bed Bath & Beyond/Exame)
Carlo Cauti
Carlo Cauti

Publicado em 18/08/2022 às 18:27.

Última atualização em 18/08/2022 às 18:39.

Um estudante universitário de 20 anos ganhou US$ 110 milhões (cerca de R$ 580 milhões) negociando ações do gigante varejista americano Bed Bath & Beyond.

Jake Freeman, formado em matemática e economia aplicada na Universidade do Sul da Califórnia, adquiriu quase 5 milhões de ações da Bed Bath & Beyond em julho, para um valor de US$ 5,50.

Os papéis da varejista estavam em forte queda após resultados trimestrais desastrosos, que levaram à demissão do CEO, Mark Tritton, cerca de dois anos após sua nomeação.

Entre julho de 2021 e julho de 2022 as ações da varejista chegaram a cair quase 90%.

Entretanto, na última quarta-feira, 17, os papéis superaram os US$ 28. Um ganho de 460%.

À medida que as cotações subiam, Freeman vendeu sua posição, obtendo mais de US$ 130 milhões.

Freeman declarou que ficou "chocado" e que “certamente não esperava uma alta tão cruel".

"Eu pensava em manter a posição por pelo menos seis meses", disse o estudante.

O jovem universitário investiu na varejista cerca de US$ 25 milhões, recursos de amigos e familiares, que lhe permitiu adquirir cerca de 6% do capital. O jovem investe há anos com seu tio, o médico Scott Freeman, ex-executivo farmacêutico.

Freeman desmontou sua posição pouco antes de uma nova queda repentina das ações da Bed Bath & Beyond, que nesta quinta-feira, 18, perderam mais de 20%.

Os papéis despencaram após o investidor ativista Ryan Cohen anunciar que venderia toda sua posição, equivalente a quase 12% na empresa.

Entenda o caso das ações da Bed Bath & Beyond

A Bed Bath & Beyond é uma varejista conhecida por operar lojas cheias de toalhas, aspiradores de pó e utensílios de cozinha, com mais de meio século de história e quase mil lojas nos Estados Unidos, Canadá, México e Porto Rico.

No final de junho a empresa informou que as vendas caíram 25% no segundo trimestre em comparação com o mesmo período de 2021, enquanto o prejuízo líquido passou de US$ 51 milhões para US$ 358 milhões.

Sua posição de caixa havia passado de US$ 1 bilhão para US$ 107 milhões.

O papel da Bed Bath & Beyond se tornou uma "ação meme" após atrair o interesse de pequenos investidores atraídos pelo pequeno free float da ação, além de um número significativo de vendedores a descoberto apostando que o preço das ações cairia ainda mais.

O fenômeno das "ações memes" começou durante a pandemia, quando um punhado de investidores no fórum WallStreetBets do Reddit começou a pegar ações de empresas vulneráveis ​​e com pouca liquidez, como a GameStop, para realizar shorts queeze, ou seja, comprando massivamente esses papéis para forçar uma alta e obrigar os vendedores a descoberto a recomprar as ações para cobrir suas perdas.

A alta de mais de 460% das ações da Bed Bath & Beyond poderia se explicar com esse movimento de short squeeze, pois não há razões fundamentais que expliquem essa valorização repentina.