Invest

Ant, de Jack Ma, retoma planos de IPO para daqui a 2 anos

Grupo do bilionário Jack Ma planeja desmembrar suas operações para abrir capital

O plano de reestruturação da Ant pode aliviar os problemas regulatórios de seu bilionário fundador Jack Ma (VCG / Colaborador/Getty Images)

O plano de reestruturação da Ant pode aliviar os problemas regulatórios de seu bilionário fundador Jack Ma (VCG / Colaborador/Getty Images)

BQ

Beatriz Quesada

Publicado em 4 de fevereiro de 2021 às 16h39.

Última atualização em 4 de fevereiro de 2021 às 16h43.

(Reuters) A Ant Group, de Jack Ma, planeja desmembrar suas operações de dados de crédito ao consumidor uma concessão a reguladores que deve ajudar a gigante chinesa a retomar sua enorme oferta inicial de ações (IPO). As informações foram obtidas pela agência Reuters segundo fontes com conhecimento do assunto.

É hora de investir na Ásia? Descubra e monte a melhor carteira de ações com o BTG Pactual Digital

Remover os dados de mais de 1 bilhão de pessoas é uma parte fundamental da reformulação dos negócios da Ant em resposta a uma repressão regulatória que resultou na suspensão repentina de seu IPO de 37 bilhões de dólares que teria sido a maior da história, disseram as fontes à Reuters.

O desmembramento da unidade de dados, junto com a conversão da Ant em uma holding financeira mais regulamentada, significará que a afiliada da gigante do comércio eletrônico Alibaba poderá prosseguir com o IPO em dois anos, disseram outras fontes.

O plano de reestruturação da Ant, reportado pela Reuters na quarta-feira, pode aliviar os problemas regulatórios de seu bilionário fundador Jack Ma. As informações e classificações de crédito, como uma unidade separada, também estarão sujeitas à supervisão regulatória, disseram duas das fontes.

"A holding financeira da Ant receberá a licença do PBOC e poderá abrir o capital após a reformulação", disse uma das fontes, referindo-se ao banco central da China.

A Ant não quis comentar. O banco central chinês, que está liderando os esforços regulatórios na reestruturação da Ant, não respondeu imediatamente ao pedido de comentários da Reuters.

A repressão regulatória ao império empresarial de Jack Ma na China ocorreu após um discurso em 24 de outubro no qual ele atacou o sistema regulatório do país. A Ant suspendeu seu IPO poucos dias antes de sua estreia dupla no mercado em Hong Kong e Xangai.

Autoridades lançaram uma investigação antitruste no setor de tecnologia, com o Alibaba sendo alvo de grande parte do movimento, e pressionaram a Ant a renovar sua estrutura de negócios para colocá-la sob uma supervisão regulatória mais rígida. Ma não fez aparições públicas por três meses.

A regulamentação mais rígida planejada para a Ant dará à empresa um valor de mercado em linha com instituições financeiras, muito menor do que sua avaliação inicialmente prevista como uma fintech.

O preço das ações da Alibaba caiu 15% desde a suspensão do IPO, embora tenha recuperado grande parte de sua queda inicial, após Jack Ma reaparecer -- o que melhorou as perspectivas para a listagem da Ant.

Acompanhe tudo sobre:AlibabaAnt GroupIPOsJack MaReuters

Mais de Invest

O que é private equity e como funciona?

Quanto rendem R$ 20 mil por mês na poupança?

CD americano x CDB brasileiro: quais as diferenças e qual vale mais a pena investir

Goldman Sachs vê cenário favorável para emergentes, mas deixa Brasil de fora de recomendações

Mais na Exame