O que são Blue Chips na B3?

Entender sobre as Blue Chips pode ser muito interessante para quem quer buscar ações menos voláteis para investir em sua corretora
 (Kevin van der Draai/SXC/Getty Images)
(Kevin van der Draai/SXC/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 07/10/2022 às 18:00.

Blue Chips são ações de grandes empresas que estão bem consolidadas no mercado, sendo buscadas por muitos investidores.

Sendo assim, entender sobre as Blue Chips pode ser muito interessante para quem quer buscar ações menos voláteis para investir em sua corretora.

O que são Blue Chips?

Blue Chips são um tipo de empresas negociadas em bolsa de valores que possuem um valor de mercado bastante elevado, sendo referências em seus respectivos setores. Essas empresas são tão grandes que representam uma porcentagem relevante nas bolsas em que são negociadas.

Por conta da importância dessas empresas em suas respectivas bolsas, é fundamental entender o que é blue chips e quais as suas principais características.

Portanto, é preciso diferenciá-las de outras ações: uma característica importante é que essas empresas são tidas como mais seguras para se investir, uma vez que costumam ser líderes de mercado - ou até mesmo não possuindo concorrência. 

Sendo assim, uma característica importante é a de que suas ações possuem uma elevada liquidez, o que significa que muitas pessoas negociam esses ativos através do home broker. Por isso, muitos investidores iniciantes gostam desse tipo de investimento.

Qual é o valor de mercado de uma blue chip?

De fato, a B3 não estipula um valor de mercado específico para ações blue chips, mas pode-se verificar quais são as ações observando as empresas com maior valor de mercado.

Por exemplo: no caso do Brasil, as maiores companhias listadas são grandes bancos e empresas de commodities.

Além disso, pode ser que o tamanho de mercado que uma empresa precisa ter para ser considerada uma blue chip possa variar de país para país.

Vale notar que as blue chips americanas, por outro lado, são gigantes bilionárias como Amazon, Apple, Google e outras. A escala no Brasil é menor e, portanto, empresas menores já seriam consideradas blue chips aqui, como Petrobrás e Vale.

É possível, inclusive, investir em blue chips americanas através de fundos de investimento no exterior ou ETFs, por exemplo.

Por fim, para achar o valor de mercado de uma empresa, basta multiplicar o preço da ação pelo número de ações. 

As Blue Chips pagam muitos dividendos?

De forma geral, os dividendos das blue chips costumam ser maiores do que o de empresas que estão em fase de crescimento ainda.

Isso porque essas empresas já possuem um negócio bem estabelecido e, portanto, não precisam reinvestir tanto dinheiro em novos projetos para continuar crescendo.

Ou seja: o investidor que busca dividendos como renda passiva pode achar muito atraente esse tipo de ações.

Vale lembrar, no entanto, que essas empresas não distribuem o seu lucro apenas através dos dividendos: elas podem fazer a recompra de ações, fazendo com que seus investidores sejam donos de uma maior parte da empresa. 

Por fim, pode ser que mesmo companhias blue chips continuem reinvestindo o seu dinheiro, como é o caso de muitas big techs americanas, como Facebook, Google e  outras.

As Blue Chips são mais seguras?

Além de possuírem um nível de governança corporativa mais elevado do que o usual, as blue chips são seguras por serem negócios consolidados e terem resultados financeiros mais previsíveis. 

Ou seja: ainda que possam não crescer tanto, elas têm negócios consistentes e um lucro crescente ou estável que passe pelo teste do tempo, o que atrai muitos investidores de renda variável.

Além disso, elas não precisam se alavancar tanto para manterem seus negócios, como é comum em empresas menores que podem até mesmo acabar falindo por causa desse tipo de operação.

Portanto, empresas assim podem até mesmo ser resistentes a períodos de recessões econômicas, sofrendo pouca volatilidade nesses períodos - afinal, elas costumam possuir caixa bastante robusto para momentos de dificuldades.

Quais são as oito Blue Chips brasileiras?

As blue chips brasileiras são as maiores empresas da bolsa, e são representadas pelos setores de commodities, bancos, alimentação e energia.

1. Petrobrás

Em primeiro lugar, a Petrobrás é uma das maiores companhias de petróleo do mundo e passou por um grande turn-around a partir de 2015. As ações da Petrobrás possuem ticker de negociação é PETR4.

2. Vale

A Vale é a maior mineradora do mundo e possui o ticker de negociação VALE3. Antes uma estatal, ela foi privatizada em 1997.

3. Ambev

A Ambev é a maior cervejaria do mundo, sendo dona de marcas como Brahma, Antarctica e Budweiser. Ela também produz outros tipos de bebidas. Seu código de negociação é ABEV3.

4. Itaú

O Itaú é o maior banco da América Latina, possuindo agências em todo o Brasil - além de ser o banco com maior rentabilidade do mundo. Seu código de negociação é ITUB4.

5. Bradesco

O Bradesco é outro banco muito grande localizado no Brasil. Sua linha de seguros é uma das maiores do país. Seu código de negociação é BBDC4.

6. Banco do Brasil

O Banco do Brasil é um banco federal que, além de competir diretamente com seus pares privados, se destaca em várias linhas de serviço, como o de crédito, por exemplo. Seu código de negociação é BBAS3.

7. B3

De fato: a própria empresa da bolsa de valores brasileira, a B3, é uma das maiores empresas do país. Seu ticker de negociação é B3SA3. 

8. Eletrobrás

Por fim, é possível citar a Eletrobrás, a maior companhia de energia elétrica do Brasil. Ela foi privatizada em 2022 e possui o ticker ELET3.

Vale a pena investir em Blue Chips?

De fato, empresas blue chips podem chamar a atenção de muitos investidores, mas fica a dúvida sobre valer a pena ou não investir nessas ações.

Primeiramente, é preciso considerar que esses são sim investimentos mais seguros do que ações com menor tamanho de mercado, além de geralmente distribuírem dividendos mais interessantes.

Mas, por outro lado, elas provavelmente não terão uma valorização em suas cotações tão grande quanto empresas menores, que podem até mesmo multiplicar de tamanho.

Por isso, cada um deve avaliar o seu perfil de investidor na hora de pensar em alocar capital em uma blue chip ou não. Dessa forma, cada investidor terá uma 

É possível, inclusive, investir em blue chips B3 e em outros ativos, como small caps, fundos imobiliários, ativos internacionais e até mesmo renda fixa, buscando diversificação em carteira.

Você ainda tem alguma dúvida a respeito das blue chips e como investir nelas? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

Companhias abertas: saiba as características desse tipo de empresa
O que é Juros Sobre Capital Próprio?
O que é ROIC?

Veja Também

7 investimentos isentos de imposto de renda
Guia
Há 3 horas • 6 min de leitura

7 investimentos isentos de imposto de renda

O que é Fan Token e como funciona?
Guia
Há uma semana • 5 min de leitura

O que é Fan Token e como funciona?

Quais são as ações mais baratas da bolsa?
Guia
Há uma semana • 8 min de leitura

Quais são as ações mais baratas da bolsa?

As 10 mulheres mais ricas do mundo [2022]
Guia
Há 2 semanas • 6 min de leitura

As 10 mulheres mais ricas do mundo [2022]

Quem é o homem mais rico do Brasil?
Guia
Há 2 semanas • 6 min de leitura

Quem é o homem mais rico do Brasil?