Acompanhe:

À medida que os ventos da economia apontam para uma redução nas taxas de juro em 2024, os investidores se veem diante de novos desafios e oportunidades. 

Este artigo explora estratégias inteligentes para investir em meio a esse cenário de queda, considerando as projeções tanto para o Brasil quanto para os Estados Unidos. Confira os melhores investimentos para 2024!

Das ações à renda fixa, desvendamos as opções que podem alavancar os ganhos dos investidores em um ambiente econômico em transformação.

ONDE INVESTIR EM 2024: Acesse o relatório gratuito com as melhores oportunidades para 2024 de acordo o BTG Pactual

O cenário econômico em 2024

O ano de 2023 foi marcado pelo início do corte de juros no Brasil. Iniciado em agosto, a taxa Selic termina o ano em 11,75%. Para 2024, as apostas são que o movimento continue e os juros caiam ainda mais. Segundo o último Boletim Focus do ano, a projeção é que os juros cheguem a 9% no final do ano.

Lá fora, apesar do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) ter mantido a taxa na faixa entre 5,25% a 5,5% ao ano, as falas mais recentes do presidente do Fed, Jerome Powell, indicam que o início de corte de juros por lá pode estar próximo. Além disso, dados mais otimistas apontam para um arrefecimento da inflação americana, o que colabora com as apostas do mercado que a queda dos juros pode ser já em março de 2”2024.

No Brasil, avanços políticos-fiscais, como a aprovação do arcabouço fiscal, da reforma tributária e do Orçamento Federal para 2024 também deixaram investidores mais otimistas. Tudo isso contribui para a volta do apetite a risco e o mercado, inclusive, já visualiza a volta das ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês), que não ocorrem no Brasil desde 2021.

De acordo com os especialistas, o momento pode estar mais propício para o investidor voltar o olhar mais para a bolsa de valores, além outros ativos de renda variável, como fundos imobiliários. Entretanto, apesar da queda da Selic, analistas ouvidos pela EXAME afirmam que a renda fixa ainda está atrativa, visto que ainda estamos falando de uma taxa a dois dígitos.

Como investir em cenários de queda da taxa de juro?

Nesse contexto, especialistas apontam para oportunidades no mercado de ações e outros ativos de renda variável, como fundos imobiliários. Apesar da queda da Selic, analistas ressaltam que a renda fixa ainda mantém sua atratividade, especialmente diante da perspectiva de uma taxa em dois dígitos. O investidor, portanto, encontra um leque de opções para ajustar sua carteira de investimentos e potencializar seus ganhos em meio a esse cenário de queda de juros.

Investir em períodos de queda da taxa de juro demanda uma abordagem estratégica para otimizar ganhos e mitigar riscos. Aqui estão algumas considerações importantes:

  1. Renda Fixa Ajustada: em ambientes de queda de juros, é comum que investimentos em renda fixa sejam afetados. Busque ativos com taxas mais atrativas ou ajustáveis, como títulos atrelados à inflação ou de prazos mais longos.
  2. Fundo de Investimento: fundos multimercado e fundos de ações podem ser alternativas interessantes em cenários de queda de juros. A gestão ativa desses fundos permite adaptações às mudanças do mercado, buscando oportunidades de retorno.
  3. Ações de Setores Beneficiados: algumas empresas se beneficiam de ambientes com juros mais baixos, como as do setor imobiliário e de consumo. Avalie a inclusão de ações desses setores na sua carteira.
  4. Diversificação Internacional: em momentos de queda de juros local, a diversificação internacional pode ser uma estratégia para buscar rendimentos em economias com perspectivas diferentes.
  5. Títulos do Tesouro Direto: ajuste sua carteira de títulos públicos conforme as mudanças nas taxas de juro. Em cenários de queda, títulos prefixados ou atrelados à inflação podem ser alternativas interessantes.
  6. Cautela com a Renda Fixa Tradicional: evite excesso de concentração em ativos de renda fixa tradicional, como CDBs e poupança, que podem ter rendimentos menos atrativos em ambientes de taxas mais baixas.

Lembre-se de que qualquer estratégia de investimento deve ser alinhada ao seu perfil de risco e objetivos financeiros. Consultar um assessor financeiro pode ser valioso para adaptar sua carteira ao cenário econômico específico.

Lista dos 5 melhores investimentos para 2024

Em um cenário de juros em queda, a diversificação é chave. Você, como investidor, deve avaliar seu perfil de risco e objetivos antes de tomar decisões financeiras. Saiba mais abaixo.

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto, mesmo diante do cenário de queda nas taxas de juro em 2024, mantém-se como uma opção sólida para investidores que buscam segurança e liquidez.

Títulos do Tesouro Direto, como o Tesouro Selic e o Tesouro IPCA,  continuam desempenhando um papel crucial na estratégia de preservação de capital e busca por retornos atrativos.

Já o Tesouro IPCA, vinculado à inflação, proporciona uma proteção adicional contra os efeitos do aumento nos índices de preços, garantindo que o investidor preserve seu poder de compra ao longo do tempo.

2. CDBs

Os CDBs são títulos emitidos por instituições financeiras. Eles apresentam uma variedade de prazos e modalidades, permitindo aos investidores adaptar suas escolhas de acordo com suas metas financeiras e tolerância ao risco.

As taxas podem ser pré ou pós-fixadas, proporcionando flexibilidade diante das expectativas do mercado e da trajetória das taxas de juro. Essa versatilidade permite que os investidores otimizem suas carteiras de acordo com as condições econômicas vigentes.

Uma característica destacada dos CDBs é a possibilidade de encontrar opções com liquidez diária. Isso confere flexibilidade aos investidores, permitindo o resgate antecipado do investimento quando necessário, sem a penalização de perda de rendimento.

3. LCIs e LCAs

Investir em Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) emerge como uma estratégia eficiente em um contexto de taxas de juro em queda.

ONDE INVESTIR EM 2024: Acesse o relatório gratuito com as melhores oportunidades para 2024 de acordo o BTG Pactual

Esses títulos, isentos de imposto de renda para pessoas físicas, destacam-se por serem lastreados em operações específicas, como imobiliárias no caso das LCIs e do agronegócio no caso das LCAs.

A isenção de imposto de renda nos LCIs e LCAs confere uma vantagem significativa a esses investimentos, uma vez que permite aos investidores otimizar seus retornos líquidos.

4. Fundos Imobiliários

Com a perspectiva de juros em queda, os Fundos Imobiliários (FIIs) assumem um papel de destaque nas estratégias de investimento.

Esses fundos, que investem em empreendimentos imobiliários como escritórios, shoppings, e outros tipos de propriedades, tornam-se atrativos devido à sua capacidade de proporcionar retornos consistentes e diversificação em um cenário de elevação nas taxas de juros.

A valorização dos imóveis é uma característica fundamental dos FIIs. A busca por ativos reais, como imóveis, torna-se mais pronunciada, uma vez que esses ativos tendem a preservar valor e oferecer ganhos potenciais ao longo do tempo.

Confira os Fundos Imobiliários recomendados para 2024 segundo banco BTG Pactual

5. Ações de Valor

As ações de valor se destacam. Empresas sólidas, com histórico de resultados consistentes e boas perspectivas de crescimento no longo prazo, são escolhas atrativas.

Os investidores podem explorar o stock picking de ações de valor para otimizar seus retornos em um ambiente de juros em queda. Empresas sólidas, com históricos consistentes e perspectivas de crescimento a longo prazo, tornam-se escolhas atrativas nesse cenário.

Compare as melhores opções de produtos para você e saiba como fazer o seu dinheiro render mais

Além disso, a opção por Exchange Traded Funds (ETFs) baseados no fator valor é outra estratégia eficaz.

Esses ETFs agrupam ações de empresas que atendem a critérios específicos de valor, oferecendo aos investidores uma exposição diversificada a esse tipo de ativo.

Confira as ações recomendadas para 2024 segundo banco BTG Pactual

Quer ficar por dentro das melhores estratégias de investimentos para o ano de 2024? Então leia nossos outros artigos para aprender mais:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Quanto Davi ganharia de rendimento se investisse o prêmio do BBB?
seloMinhas Finanças

Quanto Davi ganharia de rendimento se investisse o prêmio do BBB?

Há 3 horas

Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital
seloMercados

Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital

Há 21 horas

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As
seloMercados

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As

Há 21 horas

Quanto rende o prêmio do BBB 24? Veja quanto rende R$ 2,92 milhões
seloMinhas Finanças

Quanto rende o prêmio do BBB 24? Veja quanto rende R$ 2,92 milhões

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais