Acompanhe:

Passou a ser muito mais comum a utilização do cheque especial, mas poucos sabem como ele funciona e, principalmente, o que ele pode acarretar em caso de não pagamento.

O que é cheque especial?

O cheque especial nada mais é do que uma das diversas modalidades de crédito existentes no mercado financeiro e disponibilizadas pelas instituições financeiras para os clientes que possuem uma conta-corrente.

Diferente do que ocorre com os outros créditos, no caso do cheque especial não é necessário que o cliente solicite, uma vez que na abertura da conta o banco já pré-aprova um limite e o disponibiliza na conta.

Além disso, enquanto as outras modalidades de crédito apresentam contrato, muitas vezes garantias e demais dispositivos, o cheque especial não apresenta nenhuma dessas características.

Importante lembrar, que muitas vezes esse limite é utilizado como sendo uma extensão do salário e, se não for utilizado de forma correta, pode gerar grandes problemas, uma vez que a dívida com o banco irá crescer vertiginosamente a cada dia que o cliente não conseguir cobrir a conta.

Como o cheque especial funciona?

Agora que já está claro o que é o cheque especial, o segundo passo é saber exatamente como é o seu funcionamento.

Como o cheque especial é um limite adicional liberado pela instituição financeira para que o cliente possa utilizar, é como se ele ficasse disponível em conta.

Assim, se você tem um limite de cheque especial já aprovado de R$ 1.000,00 e na sua conta em recurso próprio tem R$ 450,00, é como se você pudesse gastar R$ 1.450,00 mesmo possuindo apenas os R$ 450,00.

Dessa maneira, assim que acabarem os R$ 450,00 e você realizar qualquer transação a instituição começa a debitar do seu limite e a sua conta-corrente passa a ficar negativa.

Assim que a conta entra em terreno negativo, inicia-se a cobrança de juros do cheque especial, que serão debitados assim que enviar valores para cobrir o limite utilizado, além da cobrança do IOF.

Até quando pode pagar o cheque especial?

De maneira geral, não existe um prazo mínimo ou máximo para o pagamento do cheque especial, conhecido no mercado como “cobrir a conta”.

Mesmo sem essa delimitação de tempo para pagamento, é fundamental realizar o envio dos recursos para que os juros não impactem de forma significativa e a dívida fique impagável.

Importante lembrar, que algumas das maiores instituições financeiras do país permitem que os clientes não paguem os juros, apenas o IOF, caso seja realizado o envio do recurso em até 10 dias.

Porém, essa condição é condicionada, muitas vezes, as chaves Pix dos clientes, onde geralmente se solicita que a chave cadastrada na instituição seja o CPF ou o celular.

Portanto, quando entrar no cheque especial, primeiro se atente a possibilidade de não pagar juros dentro dos 10 dias e, principalmente, envie o recurso para zerar a conta o mais rápido possível.

Quanto é os juros do cheque especial?

Uma vez que essa modalidade de crédito é a mais simples e ágil para o cliente ter acesso, ela também tende a ser a mais cara dentre todas as possibilidades disponíveis no mercado.

Dessa maneira, utilizando como base os dados disponibilizados pelo Banco Central do Brasil, os juros do cheque especial variam, de forma mensal, de 1,69% a 11,11%.

Assim, a taxa anual dessa modalidade de crédito varia de 22,22% a 254%, o que pode fazer com que a dívida do cliente se torne até mesmo impagável em alguns casos, sendo necessário acessar outras linhas de crédito para quitá-lo.

Como aumentar o limite do cheque especial

Antes de saber como solicitar o aumento do cheque especial, é fundamental entender como o banco analisa cada cliente para liberar, logo na abertura da conta, o limite disponibilizado.

A análise realizada leva em consideração qual é a renda, a profissão, busca, o histórico de operações dentro do mercado, o rating, que nada mais é do que a classificação de risco do cliente e, até mesmo, o nível de escolaridade.

Para ser possível aumentar o limite do cheque especial, dessa maneira, além de solicitar ao gerente da conta, caso você tenha aumento salarial, atualizar a rena no sistema pode ser uma das alternativas.

Além disso, manter um bom nível de rating e uma boa pontuação dentro do Serasa Score facilitam a análise do banco e aumentam as chances de conseguir um aumento no limite.

Como fazer o cancelamento do cheque especial?

Solicitar o cancelamento do cheque especial é simples e muitas instituições permitem que essa operação seja realizada até mesmo dentro do próprio aplicativo da conta.

Caso não seja possível dessa forma, existe ainda a opção de acessar a internet banking ou solicitar diretamente ao seu gerente de conta.

Vale a pena usar o cheque especial?

Assim como todas as outras modalidades de crédito, a utilização do cheque especial pode ser boa, para resolver questões pontuais onde não se pode esperar, mas também pode gerar muito prejuízo.

Dessa maneira, é importante utilizá-lo com muito cuidado e, para que isso seja possível, o primeiro passo é ter o máximo possível de organização financeira.

Por conta de sua facilidade, ele pode ser muito prejudicial nos casos em que o cliente se descontrola financeiramente e não consegue quitar o empréstimo realizado.

Como toda dívida, os juros são compostos e, como foi possível perceber acima, os juros podem chegar a 254% ao ano, fora o IOF devido pela utilização do limite.

Por essa razão, se a última opção para solução de um problema financeiro pontual seja a utilização do limite da conta, faça o possível para cobrir a conta o mais rápido possível.

Utilizando o cheque especial de forma prudente e com a organização financeira em dia, essa modalidade de crédito pode auxiliar, mas lembre-se sempre, essa deve ser a sua última alternativa,

Você quer saber mais a respeito de cheque especial, investimentos, finanças pessoais e negócios? Então leia os nossos outros artigos abaixo:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
CPA-20: o que é, como funciona, o que cai na prova e como tirar a certificação
seloGuia de Investimentos

CPA-20: o que é, como funciona, o que cai na prova e como tirar a certificação

Há 8 horas

O que é uma instituição financeira e quais tipos existem?
seloGuia de Investimentos

O que é uma instituição financeira e quais tipos existem?

Há um dia

18 livros sobre investimento que você precisa conhecer
seloGuia de Investimentos

18 livros sobre investimento que você precisa conhecer

Há 2 dias

O que é internet Internet Banking? Tudo que você precisa saber [Guia Completo]
seloGuia de Investimentos

O que é internet Internet Banking? Tudo que você precisa saber [Guia Completo]

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais