Invest

CPA-20: o que é, como funciona, o que cai na prova e como tirar a certificação

Saiba mais sobre o CPA-20, uma das certificações mais conhecidas do mercado de capitais

 (Getty Images/Reprodução)

(Getty Images/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 22 de fevereiro de 2024 às 09h00.

Última atualização em 22 de fevereiro de 2024 às 09h50.

Descubra mais sobre a certificação CPA-20, essa certificação fundamental para o mercado. Entenda detalhadamente o significado, funcionamento e os principais temas relacionados à certificação.

Seja você um profissional financeiro em busca de ascensão ou alguém que deseja adentrar o mercado, desvendaremos os aspectos essenciais da CPA-20.

Compare as melhores opções de produtos para você e saiba como fazer o seu dinheiro render mais

O que é a CPA-20?

A CPA-20 representa a Certificação Profissional Anbima – Série 20, uma qualificação financeira destinada a profissionais envolvidos na distribuição de produtos de investimento.

A obtenção dessa certificação capacita o profissional a atender clientes em segmentos como varejo de alta renda, private, investidores institucionais, corporate, entre outros.

Os detentores da certificação CPA-20 podem desempenhar suas funções em agências bancárias, instituições financeiras ou em plataformas de atendimento, tanto físicas quanto virtuais.

Para aqueles que atuam em instituições financeiras, especialmente na venda de produtos financeiros para clientes de alta renda, institucionais ou private, a certificação ANBIMA CPA-20 é essencial.

Por outro lado, profissionais fora desse contexto também podem utilizar a certificação para comprovar sua aptidão para desempenhar as funções reconhecidas por ela em instituições financeiras, seguindo os mesmos padrões dos profissionais que atuam em instituições financeiras.

Como funciona a Certificação CPA-20?

A certificação ANBIMA tem como propósito fortalecer a segurança no mercado financeiro por meio de sua prova e teste de conhecimento.

O exame CPA-20 é uma validação que atesta a capacidade do profissional em atender às demandas do mercado e, eventualmente, dos clientes.

É relevante ressaltar que não é necessário que o profissional esteja vinculado a uma instituição financeira para realizar a prova CPA-20 e obter a certificação.

Uma característica positiva é a ausência de pré-requisitos acadêmicos para essa certificação, não sendo obrigatório obter a CPA-10 anteriormente.

Além disso, aqueles que conquistam a certificação CPA-20 têm permissão para exercer as mesmas atividades que um profissional com a CPA-10, abrangendo todas as responsabilidades contempladas por esta certificação, podendo atuar em bancos e outros tipos de instituições do mercado.

O que cai no exame CPA-20?

A prova da CPA-20 abrange sete áreas distintas do mercado financeiro, cada uma com um peso específico.

São elas: Sistema Financeiro Nacional (SFN), Compliance legal, ética e Análise do perfil do investidor, Princípios Básicos de Economia e Finanças, Instrumento de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos, Fundos de Investimentos, Previdência Complementar (PGBL e VGBL), e Mensuração e Gestão de Performance e Riscos.

A prova consiste em 60 questões de múltipla escolha, com um tempo máximo de 2 horas e 30 minutos para sua realização. A aprovação requer uma pontuação mínima de 70%, sendo importante observar que as questões têm pesos diferentes, influenciando no resultado final. 

Apesar de abordar poucos tópicos gerais, cada categoria é subdividida em vários capítulos, resultando em um conteúdo extenso para a certificação CPA-20.

Por fim, não há uma época específica para realizar o exame, pois os candidatos podem escolher a data e horário de acordo com a disponibilidade informada pela Anbima.

Como se preparar para a prova CPA-20?

Estudar para CPA-20 pode ser um desafio para alguns, mas é possível estudar de várias maneiras, dependendo da preferência. 

Sendo assim, a preparação para estudar oferece duas abordagens flexíveis. Em primeiro lugar, o candidato pode optar por um estudo autônomo, utilizando livros e materiais por conta própria, proporcionando autonomia e adaptabilidade ao seu ritmo de aprendizado.

Alternativamente, é possível escolher um curso preparatório específico para CPA-20, que oferece materiais direcionados, como vídeoaulas e apostilas. Essa opção proporciona uma estrutura mais guiada, ideal para quem busca uma orientação mais formal e abrangente.

Os cursos costumam oferecer materiais especializados, simulações de exames e interações diretas com instrutores, aprimorando a compreensão dos tópicos abordados.

Entretanto, a escolha entre as duas opções depende do estilo de aprendizado e preferências individuais, garantindo uma preparação eficaz e adaptada às necessidades do candidato.

Quanto tempo dura um curso de CPA-20?

O tempo de duração do curso preparatório para a prova do CPA-20 varia muito a depender do estágio que você está em relação ao mundo dos investimentos e do Sistema Financeiro Nacional.

Dessa maneira, se você já fez a prova do CPA-10, em cerca de 15 dias, com bastante empenho, já é possível estar pronto para a prova.

Além disso, mesmo que você não tenha o CPA-10, mas já estude e gosta do mundo dos investimentos, o tempo para se preparar e conquistar a sua certificação não irá mudar muito, já que em 20 dias é possível correr por todo o conteúdo e fazer simulados.

Agora, se você não tem nenhum conhecimento, o tempo de preparo tende a ser um pouco maior, dessa maneira em cerca de 30 dias você já estará pronto para realizar a prova.

Quem pode tirar a CPA-20?

A obtenção da certificação CPA-20 não exige a posse de uma graduação e tampouco a prévia realização da CPA-10.

Essa característica torna o processo de certificação mais acessível, permitindo que profissionais, independentemente de sua formação acadêmica, busquem essa qualificação diretamente.

Diferentemente de algumas certificações que demandam um nível educacional específico, a CPA-20 valoriza o candidato que possui conhecimentos a respeito do mercado financeiro como um todo. 

Essa abordagem inclusiva permite que indivíduos interessados em atuar na distribuição de produtos de investimento possam se certificar sem barreiras acadêmicas.

Essa flexibilidade no requisito educacional oferece oportunidades para diversos profissionais, promovendo a diversificação e a democratização do acesso a certificações financeiras relevantes no mercado.

Como se inscrever na CPA-20?

O procedimento de inscrição na CPA-20 envolve o preenchimento de um formulário no site da Anbima, seguido pela geração de informações de pagamento da taxa.

Após fazer o cadastro no site da ANBIMA e efetuar o pagamento e o sistema confirmar a transação, o candidato dispõe de 60 dias para retornar ao site e agendar a data de realização da prova.

Esse processo simplificado e online agiliza a candidatura, proporcionando uma experiência eficiente aos interessados. A etapa de pagamento, seguida pelo agendamento flexível, permite aos candidatos organizarem seus compromissos de acordo com suas disponibilidades.

Qual o valor da prova CPA-20?

O valor da prova CPA-20 varia em função da associação do candidato. Para associados, o valor é de R$448,00, enquanto não associados pagam R$537,00.

Se a intenção for apenas renovar o certificado, os custos também diferem, sendo R$374,00 para associados e R$448,00 para não associados.

É crucial verificar a categoria à qual pertence antes de efetuar o pagamento, garantindo que o valor correto seja selecionado.

Vale a pena tirar a Certificação CPA-20

Obter a certificação CPA-20 é uma decisão estratégica que pode impulsionar a carreira no mercado financeiro.

Essa qualificação, emitida pela Anbima, não apenas valida seus conhecimentos em áreas cruciais, como SFN, Compliance, e Renda Fixa, mas também amplia suas oportunidades profissionais, podendo trabalhar em fundos de investimentos, bancos, corretoras, etc.

Ao possuir a CPA-20, você se torna apto a atender diversos segmentos, incluindo alta renda, private, institucionais, entre outros.

Além disso, a CPA-20 serve como uma base sólida para quem busca certificações mais avançadas, como o CEA (Certificação de Especialista em Investimentos) e o CNPI (Certificação Nacional do Profissional de Investimentos).

Essas certificações mais elevadas permitem uma especialização mais profunda em áreas específicas, ampliando ainda mais suas perspectivas de carreira.

Portanto, investir na CPA-20 não apenas valida seu conhecimento, mas abre portas para conquistas profissionais mais avançadas, alinhadas aos seus objetivos no mercado financeiro.

Quanto ganha um profissional que tem CPA-20?

Apesar de hoje ser pré-requisito para diversas vagas dentro das instituições financeiras, sendo até mesmo a porta de entrada para as vagas que atuam com investimentos nos grandes bancos, a remuneração de quem tem CPA-20 é bem variável.

Em média, um profissional que irá iniciar a sua vida dentro de uma instituição financeira e que já está certificado pela ANBIMA receberá R$ 2.800,00, fora os benefícios já conhecidos e disponibilizados pelos bancos e cooperativas, como vale alimentação e refeição,plano de saúde, entre outros.

Importante lembrar, que existem diversas vagas dentro dos grandes bancos e, para quem está habilitado com a CPA-20, o topo da carreira seria o cargo de Gerente de Relacionamento Alta Renda, onde é possível alcançar salários de até R$ 10.000,00.

Qual o melhor CPA-20 ou CEA?

Como mencionado no tópico anterior, com o CPA-20 já é possível dar um primeiro passo para trabalhar especificamente com produtos de investimentos.

Porém, se seu sonho é trabalhar como Especialista em Investimentos, a Certificação ANBIMA de Especialistas em Investimento é imprescindível.

Assim, para entender o que é melhor, se a CPA-20 ou a CEA, é fundamental, primeiramente, entender qual o seu objetivo de carreira.

Dessa maneira, se você não tem o desejo de atuar como Especialista em Investimentos e tem como plano de carreira chegar ao cargo de Gerente de Relacionamento, que pode ser tanto dentro do segmento média renda quanto no de alta renda, a CPA-20 será mais do que suficiente.

Entretanto, como o mercado financeiro é extremamente competitivo, dentro desses cargos é possível encontrar profissionais que já possuem a CEA e, por isso, mesmo não sendo uma exigência, será um grande diferencial no momento de conquistar uma vaga.

Importante lembrar, que dentro do mercado financeiro existem grandes oportunidades e o estudo será essencial para que você esteja preparado para elas.

Por essa razão, se você já está inserido dentro do mercado, busque pela certificação CEA, ela ainda tem muito peso e será  um divisor de águas para a sua carreira,

Compare as melhores opções de produtos para você e saiba como fazer o seu dinheiro render mais

Você quer saber mais sobre mercado financeiro, investimentos e economia? Então leia nossos outros artigos abaixo:

Acompanhe tudo sobre:Anbima

Mais de Invest

Resultado da Mega-Sena concurso 2716; prêmio é de R$ 2,5 milhões

Lucro da Tesla recua 48% no 1º tri, mas expectativa por carros mais acessíveis anima investidor

Na ‘guerra fria’ entre China e EUA, quem sai ganhando é o Brasil?

Receba dividendos em dólar: veja como aproveitar a alta do dólar com ações americanas

Mais na Exame