Future of Money

“Surpresa positiva” pode beneficiar bitcoin e criptomoedas ainda este ano; entenda

Cenário macroeconômico dos EUA teve “surpresa positiva” que pode impactar a cotação das principais criptomoedas

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 31 de maio de 2024 às 11h10.

Tudo sobreCriptomoedas
Saiba mais

Desde o início de 2024, o setor de criptomoedas teve uma série de notícias positivas que fizeram os preços acumularem altas significativas no ano. Para os próximos meses, essa tendência deve continuar, principalmente no lado do cenário macroeconômico dos EUA, que exerce forte impacto no bitcoin e nas principais criptomoedas, de acordo com um especialista do BTG Pactual.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 68.151, com queda de quase 0,5% de acordo com dados do CoinMarketCap. No entanto, a principal criptomoeda ainda acumula alta de 61% desde o início do ano.

Já o ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum que protagonizou manchetes nas últimas semanas por conta a recente aprovação dos ETFs de ether pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês), é cotado a US$ 3.786, com variação de apenas 0,05% no lado negativo nas últimas 24 horas.

Em menos de seis meses, 2024 foi marcado por uma série de acontecimentos positivos no setor cripto e especialistas já especulam uma provável “primavera cripto”. O ano já começou com a aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista nos EUA, seguido pelo forte interesse institucional na criptomoeda, o halving e a aprovação dos ETFs de ether em meio a uma disputa política que envolve a aceitação da classe de ativos pelos principais candidatos Donald Trump e Joe Biden.

Restante de 2024 pode ser positivo

Para o resto do ano, especialistas avaliam o cenário macroeconômico dos EUA e a possibilidade do Federal Reserve, banco central do país, reduzir a taxa de juros. Reduções na taxa de juros dos EUA costumam ser positivas para ativos de risco como as criptomoedas.

"Após meses de números negativos relacionados a inflação, tivemos a segunda surpresa positiva no mês com o PCE abaixo do esperado. Apesar de ser um número marginalmente abaixo da expectativa do mercado, este dado era extremamente relevante para que o Fed possa manter o tom mais dovish observado na coletiva de imprensa realizada por Jerome Powell no início do mês”, disse Lucas Josa, especialista em criptoativos do BTG Pactual.

“Por sua vez, com números relacionados à inflação mais baixos, é esperado que o Fed tenha mais espaço para cortar juros nos EUA no último trimestre do ano, tendo um impacto extremamente positivo para ativos de risco e criptoativos", concluiu Josa à EXAME.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosBitcoinEthereum

Mais de Future of Money

Worldcoin, projeto de Sam Altman, nega acusações de insider trading de criptomoeda própria

Donald Trump vai cobrar R$ 300 mil por fotos em evento sobre bitcoin

Drex: Campos Neto diz que soluções para problemas estão 'muito perto' e prevê 'boas notícias'

Análise: criptomoedas são destaque em ambiente macroeconômico desafiador

Mais na Exame