Saiba porque preços de criptomoedas ligadas ao metaverso estão despencando

Enquanto o futuro do metaverso e dos tokens de jogos play-to-earn parece brilhante, há pouca adoção real no presente e isso afeta preços, diz especialista
Tokens de metaverso têm maior proporção de investidores de curto prazo (Decentraland/Divulgação)
Tokens de metaverso têm maior proporção de investidores de curto prazo (Decentraland/Divulgação)
C
Coindesk

Publicado em 06/12/2021 às 18:45.

Última atualização em 09/12/2021 às 09:52.

Os preços de tokens relacionados ao metaverso e jogos play-to-earn sofreram quedas expressivas em um momento de perdas generalizadas no mercado cripto, que vem lutando desde o final de semana contra forte pressão vendedora.

O preço da criptomoeda MANA, do metaverso Decentraland, que foi considerado pela Messari o maior ativo digital de metaverso, apresenta quedas de 25% nos últimos sete dias. A MANA atingiu uma capitalização de mercado de 10 bilhões de dólares em 25 de novembro, mas agora esse valor está em 6,63 bilhões de dólares.

A queda no preço da MANA é seguida de perto pelo AXS, um dos tokens do famoso jogo play-to-earn Axie Infinity, que apresenta quedas de 23% nos últimos sete dias. A capitalização de mercado do AXS está atualmente em 6,21 bilhões de dólares, mas já esteve em 9,77 bilhões de dólares em 7 de novembro, de acordo com o CoinMarketCap.

“Não é surpresa que os tokens ligados ao metaverso e jogos play-to-earn foram os que mais sofreram quedas após a recente popularidade que conquistaram”, afirmou Lucas Outumuro, head de research da IntoTheBlock. Outumuro afirmou que esses tokens são apostas extremamente especulativas, o que foi evidenciado pela grande concentração de investidores de curto prazo.

Ele disse que isso já aconteceu com a shiba inu, autoproclamada “assassina de dogecoin”, que também teve uma grande concentração de investidores de curto prazo — uma forte indicação de ciclos de investimento em moedas “do hype” do momento.

Uma pesquisa da IntoTheBlock demonstra que os tokens de metaversos como a MANA têm uma grande porcentagem de compradores que investiram na moeda nos últimos 30 dias (32%), enquanto tais investidores compõem menos de 10%, tanto no bitcoin quanto no ether no momento.

Ultrapassando a pressão vendedora mais ampla

O preço do bitcoin, maior criptomoeda do mundo, está em queda de 15% nos últimos 15 dias e experienciou um crash no último sábado, quando chegou a ser negociado por 42.400 dólares em algumas corretoras.

A SAND, criptomoeda nativa do metaverso The Sandbox, apresenta quedas de 25% nos últimos sete dias, espelhando a queda da MANA no mesmo período de tempo.

Matthew Dibb, cofundador e COO da Stack Funds, afirmou que enquanto o futuro do metaverso e dos tokens de jogos play-to-earn é brilhante, ainda há pouca adoção real no presente.

“A maior parte da alta nos preços foi causada mais pela expectativa de preço futuro do que pelas métricas de valuation atuais”, afirmou Dibb. “Jogando a lenha na fogueira, provavelmente ocorreram grandes realizações de lucro por parte de early investors [investidores que apostaram no projeto desde cedo] que decidiram vender seus tokens desde que os preços começaram a cair”.

O índice Coop’s Metaverse Index, que rastreia criptoativos e protocolos que estão construindo mundos virtuais, está com queda de 8,7% nesta segunda-feira, 6.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

 

[AULA GRATUITA] Especialista ensina sua estratégia para lucrar com novas criptomoedas sem depender da alta do mercado

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok