Future of Money
Acompanhe:

Receita do Google com anúncios de criptomoedas recua no terceiro trimestre de 2022

Empresa atualizou política de produtos e serviços financeiros em julho deste ano para esclarecer o escopo e os requisitos de anúncios ligados ao segmento

As receitas da empresa controladora do Google no último trimestre totalizaram US$ 69,1 bilhões (VCG/VCG/Getty Images)

As receitas da empresa controladora do Google no último trimestre totalizaram US$ 69,1 bilhões (VCG/VCG/Getty Images)

C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 26 de outubro de 2022, 17h00.

Última atualização em 26 de outubro de 2022, 17h19.

O último balanço comercial da empresa controladora do Google, a Alphabet, destacou a diminuição dos gastos com publicidade em buscas de serviços financeiros e segmentos como o de criptomoedas.

A Alphabet divulgou seu relatório de ganhos para o terceiro trimestre na terça-feira, 25, contabilizando um aumento de 6% na receita em comparação com o mesmo período do ano passado. As receitas da empresa no último trimestre totalizaram US$ 69,1 bilhões, valor ligeiramente inferior aos US$ 69,7 bilhões do segundo trimestre de 2022.

No entanto, o detalhamento das receitas do Google Services, que inclui os ganhos da Alphabet com publicidade, mostrou que esse segmento cresceu de US$ 58,8 bilhões para US$ 61,3 bilhões no ano passado.

(Mynt/Divulgação)

Philipp Schindler, diretor de negócios do Google, observou abalos nos setores financeiro e de criptomoedas, com quedas notáveis nos gastos com publicidade trimestre a trimestre.

“Vimos um recuo nos gastos de alguns anunciantes em determinadas áreas em anúncios de pesquisa. Por exemplo, em serviços financeiros, vimos um recuo nas subcategorias de seguros, empréstimos, hipotecas e criptomoedas", diz Schindler.

O Google atualizou sua política de produtos e serviços financeiros em julho de 2022 para esclarecer o escopo e os requisitos de anúncios relacionados a negócios, serviços e produtos ligados a criptomoedas. Foram estabelecidas regras para anúncios de exchanges e serviços de carteira que atendem alguns países, incluindo França, Alemanha, Coreia do Sul, Filipinas, Emirados Árabes Unidos, Hong Kong e Tailândia.

Desde que atendam a determinados requisitos regulamentares nessas jurisdições, os anunciantes podem continuar promovendo seus produtos e serviços relacionados a criptomoedas por meio da plataforma de publicidade do Google.

A mudança ocorreu vários meses depois que a empresa permitiu a publicidade relacionada a criptomoedas, em agosto de 2021. O gigante multinacional de tecnologia já havia banido anúncios relacionados a ofertas iniciais de criptomoedas (ICOs, na sigla em inglês) em junho de 2018.

Os mercados globais e o setor de criptomoedas continuam enfrentando tempos difíceis. Empresas de análise de dados como a Glassnode apelidaram o momento atual como o "pior mercado de baixa" já registrado na história.

No entanto, a diminuição dos gastos com publicidade do setor de criptomoedas não tem reflexo na atitude do Google em relação ao espaço. A companhia anunciou uma parceria com a exchange Coinbase em outubro para permitir pagamentos de serviços em nuvem com bitcoin a partir de 2023.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok