Morgan Stanley: NFT pode ser o próximo setor do mercado cripto a colapsar

Relatório do banco analisa mercado de criptomoedas e diz que após colapso da LUNA, mercado de NFTs e de terrenos virtuais do metaverso podem ser os próximos a sofrer forte queda
Relatório do Morgan Stanley sugere que mercado de NFTs pode colapsar (Getty Images/chaofann)
Relatório do Morgan Stanley sugere que mercado de NFTs pode colapsar (Getty Images/chaofann)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 17/05/2022 15:29 | Última atualização em 17/05/2022 15:29Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em relatório divulgado no fim da última semana, o banco Morgan Stanley acendeu o sinal de alerta para o mercado de tokens não fungíveis (NFTs) e outros criptoativos, como terrenos no metaverso. Segundo a instituição, o movimento seria uma sequência do colapso da rede blockchain Terra.

O documento, assinado pela analista líder de criptomoedas do Morgan Stanley, Sheena Shah, diz que a queda em torno de 40% do bitcoin em abril indica que não há mais correlação entre a criptomoeda e o mercado de ações. O que, segundo a analista, é resultado da “especulação dos investidores, com demanda real limitada do usuário.”

A nota acrescenta que o aumento massivo de capitalização de mercado das stablecoins, de aproximadamente 3.000% desde o começo de 2020, foi outro influenciador para os preços das criptomoedas, na medida em que elas forneceram liquidez demasiada, além de alavancagem, e essa liquidez é removida conforme o Federal Reserve (Fed) aumenta a taxa de juros nos EUA.

"Áreas 'hypadas' e alavancadas de cripto, como finanças descentralizadas (DeFi) e stablecoins lastreadas por cripto, estão vendo liquidações em massa, pois está ficando mais claro que todos os preços elevados foram negociados em especulação, com demanda real limitada do usuário", escreveu a especialista do banco. Segundo ela, essa especulação não se limita às criptomoedas e tanto os NFTs quanto os terrenos e imóveis digitais no metaverso têm sido igualmente vulneráveis à especulação, o que "levanta preocupações para ambos", justificou Sheena Shah.

A analista disse ainda que muitas pessoas compraram NFTs na expectativa de revenda por valor mais elevado, o que não estaria acontecendo, com "algumas exceções", segundo ela. O volume total de movimentações de NFTs caiu de US$ 3,9 bilhões para US$ 964 milhões entre meados de fevereiro e meados de março, mostrou relatório da Chainalysis.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok