Future of Money

Ether pode subir para US$ 6 mil após ETFs? “Não é assim que as coisas funcionam”, diz especialista

Especialista do BTG Pactual comenta aprovação dos primeiros ETFs de ether dos EUA e perspectivas para a cotação das principais criptomoedas

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 4 de junho de 2024 às 12h28.

Última atualização em 4 de junho de 2024 às 13h25.

Tudo sobreEthereum
Saiba mais

A aprovação recente dos primeiros fundos negociados em bolsa (ETFs) de ether nos Estados Unidos mexeu com os ânimos de investidores de criptomoedas. No entanto, os ETFs aprovados pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) ainda não começaram a ser negociados no país, e muitos se questionam se o preço do ether pode disparar ou despencar quando isso acontecer.

No momento, o ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum, é cotado a US$ 3.777 com alta de apenas 0,08% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. Nos últimos 30 dias, a criptomoeda subiu mais de 20%.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

“Depois de um movimento de alta muito forte quando a gente olha para o período semanal nos últimos dias o ether está se lateralizando, ficando acima da região dos US$ 3,7 mil e não consegue força para voltar para os US$ 4 mil”, disse Lucas Josa, especialista de criptoativos do BTG Pactual, durante o Morning Call Crypto da Mynt, plataforma de criptoativos do banco.

“Muita gente pensou que com a aprovação do ETF o ether poderia subir para US$ 5 mil ou 6 mil, mas não é assim que as coisas funcionam, ainda tem muita coisa que a gente pode observar no horizonte de curto prazo que podem segurar a performance do ether. Em linhas gerais, a recomendação é não trocar os pés pelas mãos e investir tudo no ether só porque o ETF foi aprovado”, acrescentou.

yt thumbnail

Bitcoin hoje

De acordo com Josa, o bitcoin teve uma performance interessante recentemente. A principal criptomoeda do mercado é cotada a US$ 69.649, com alta de 1,1% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

“O bitcoin conseguiu se consolidar bem próximo da região de US$ 70 mil e não perdeu as mínimas. Ele tem apresentado uma performance bem interessante e um movimento estável, vale a pena continuar acompanhando”, disse Josa no Morning Call desta terça-feira, 4, que pode ser acompanhado na íntegra pelo YouTube.

“Caso consiga se consolidar acima dessa região de US$ 68 mil, muito provavelmente vai fazer um movimento para tentar a região dos US$ 72 mil, mas o foco que a gente tem é a região dos US$ 73 mil ou US$ 73,5 mil que é um topo que se romper vai ser muito importante para o mercado como um todo”, acrescentou.

Dados importantes para ficar de olho

“Esta semana temos dados importantes como o Job Openings nos Estados Unidos. Na sexta-feira temos um dos dados mais importantes, que é realmente onde o bicho pega. Vamos ter o payroll e taxa de desemprego dos Estados Unidos, o que vai ser muito importante especialmente para a reunião do FOMC em setembro”, comentou Josa no Morning Call.

“Temos uma probabilidade de 54% de um corte na taxa de juro dos EUA em setembro. Quanto mais essa probabilidade aumentar, melhor vai ser para o mercado no curto prazo e a gente vai ver isso se refletindo também no preço dos ativos”, concluiu o especialista.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:EthereumCriptomoedasCriptoativosBitcoin

Mais de Future of Money

Bancos gastam 25 vezes mais que fintechs com segurança digital, mas perdem 5 vezes mais em fraudes

Criptomoedas não são afetadas por apagão cibernético e usuários elogiam blockchain

Criptomoedas meme e de IA lideraram mercado cripto no 2º trimestre, mostra relatório

BCE realiza primeiro teste de tokenização de títulos privados com banco

Mais na Exame