Captação "verde" do Boticário vincula R$ 1 bilhão a metas sustentáveis

Operação faz do grupo o pioneiro na emissão de títulos de dívida relacionados a metas sustentáveis no Brasil
Grupo Boticário emite R$ 1 bilhão em títulos verdes vinculados a metas sustentáveis (Grupo Boticário/Divulgação)
Grupo Boticário emite R$ 1 bilhão em títulos verdes vinculados a metas sustentáveis (Grupo Boticário/Divulgação)
Por Maria Clara DiasPublicado em 23/12/2020 06:00 | Última atualização em 23/12/2020 11:04Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Grupo Boticário anunciou a primeira emissão de títulos vinculados a metas de sustentabilidade no Brasil. A emissão com valor de 1 bilhão de reais ajudará a empresa a alcançar metas sustentáveis, como a de ter 100% de energia renovável nas suas duas fábricas e também nos principais centros de distribuição.

Você conhece as três letras que podem turbinar seus investimentos? Conheça a cobertura de ESG da EXAME Research

A operação foi coordenada pelo Itaú BBA, banco de investimentos do grupo Itaú Unibanco. O BBA venderá as debêntures do Boticário chamadas de Sustainability-Linked Bonds, ou "SLBs", em um prazo de cinco anos no mercado nacional.

As SLBs do Boticário pretendem encurtar o caminho da empresa rumo ao consumo total de energia vinda de fontes renováveis nas fábricas de São José dos Pinhais, no Paraná, e na cidade de Camaçari, na Bahia, até 2025. A mesma meta serve para os centros de distribuição em São Paulo e Bahia. Além da energia, o compromisso também será de garantir, também nos próximos 5 anos, que 100% dos resíduos sólidos da operação sejam reciclados ou processados, afirma a empresa.

A operação faz do Boticário a primeira companhia no setor de beleza na América Latina a emitir títulos verdes. A operação também é inédita para o Itaú BBA, que emite pela primeira vez títulos com características ESG - sigla para critérios sociais, ambientais e de governança - voltados ao mercado local de dívida.

"O mercado de debêntures ESG tem um grande potencial de estimular e direcionar recursos para avanços sustentáveis no país e em todo o mundo. O ineditismo desta operação financeira é um passo importante para se fortalecer práticas por um crescimento da sociedade com investimentos destinados para ações que contribuam para geração de valor para o negócio e seus públicos de interesse, aumentando a qualidade de vida da população e preservando o meio ambiente", diz Carolina Maestri, gerente de Sustentabilidade Corporativa do Grupo Boticário, em nota.

Veja Também

Agritechs e ESG: A revolução verde do século 21
Um conteúdo Bússola
Há 12 horas • 7 min de leitura

Agritechs e ESG: A revolução verde do século 21

ESG e propósito: por que e para quem mudar o mundo
Um conteúdo Bússola
Há 13 horas • 3 min de leitura

ESG e propósito: por que e para quem mudar o mundo