Satélites do Canadá estão ajudando a Ucrânia a combater invasão russa

Empresa aeroespacial canadense recebeu aval do governo para coletar imagens de áreas restritas do país
Ilustração mostra satélite na órbita da Terra (MARK GARLICK/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)
Ilustração mostra satélite na órbita da Terra (MARK GARLICK/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)
L
Laura PanciniPublicado em 11/03/2022 às 11:08.

A empresa aeroespacial canadense MDA está ajudando a Ucrânia na guerra contra a Rússia com satélites. O governo do Canadá concedeu permissão para a companhia coletar imagens de satélite de áreas restritas do país sendo invadido, usando radar de abertura sintética (SAR, na sigla em inglês).

A tecnologia SAR é descrita pela empresa como "única" por sua capacidade de ver condições meteorólogicas e de nuvens. "[As informações] serão mescladas e analisadas com outras fontes de imagens de empresas comerciais de observação da Terra para desenvolver relatórios abrangentes de inteligência quase em tempo real para funcionários do governo da Ucrânia", disse Mike Greenley, presidente executivo da MDA, em comunicado.

A empresa não especificou quais imagens de outras empresas seriam analisadas. A estadunidense Capella Space, por exemplo, capturou imagens SAR da Ucrânia após a invasão russa.

Algumas tecnologias da MDA já estão em órbita, como o Radarsat-2 que circula o planeta Terra desde o fim de 2007, além de outras três espaçonaves.

"Estamos honrados por podermos usar nossos recursos de satélite de radar para contribuir com esses esforços internacionais e continuaremos fazendo tudo o que estiver ao nosso alcance para ajudar o governo da Ucrânia a proteger seus cidadãos", acrescentou Greenley.