• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Eficácia da vacina da Pfizer em crianças é de apenas 12%? Entenda

Resultados de estudo dos EUA mostram que a "vacina infantil" pode não ser tão resistente à ômicron, indicando necessidade de uma dose maior
 (Getty Images/BSR Agency)
(Getty Images/BSR Agency)
Por Laura PanciniPublicado em 31/03/2022 16:33 | Última atualização em 31/03/2022 16:48Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um estudo divulgado pela Universidade Estadual de Nova York constatou que a vacina da Pfizer reduz em apenas 12% os casos de covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Porém, existem possíveis explicações por trás do número tão baixo — e que não dizem nada a respeito da eficácia do imunizante, que já foi aplicado mais de 600 milhões de vezes pelo mundo.

A pesquisa focou na população dos EUA e analisou os casos da doença entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, quando a onda da variante ômicron tomou conta do país. A cepa não só aumentou o número de casos e mortes, como também era mais resistente às vacinas disponíveis.

Para comparação, a eficácia registrada pela Pfizer da vacina em crianças de 5 a 11 anos era de 68% antes da ômicron. Ao mesmo tempo, no mesmo estudo, adolescentes entre 12 a 17 anos não apresentaram uma queda tão drástica: a proteção caiu de 66% para 51%.

Então, por que a resistência parece ser menor em crianças? Além da ômicron, a resposta pode estar na dose.

Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, crianças de 5 a 11 anos recebem duas doses de 0,2 ml cada uma (10 microgramas) do imunizante da Pfizer. Adolescentes e adultos recebem 30 microgramas em cada dose.

O estudo também mostra que a queda de eficácia contra a covid grave também é grande, de 100% para 48% em crianças. Em adolescentes, cai de 94% para 73%.

Como não há uma diferença fisiológica tão grande entre adolescentes de 12 e 13 anos aos de 11 anos, por exemplo, os pesquisadores por trás do estudo acreditam que a dose mais baixa pode explicar os resultados.

A dose menor em crianças foi recomendada como uma possível tentativa de minimizar efeitos colaterais da vacina. Porém, o estudo conclui que isso pode comprometer a proteção.

O que dizem as últimas pesquisas científicas mais importantes? Descubra ao assinar a EXAME, por menos de R$ 0,37/dia.