Casual
Acompanhe:

Testemunha diz que ouviu discussão na casa de Pistorius

Pessoa diz ter escutado uma acalorada discussão na casa do atleta sul-africano antes da morte de sua namorada

O corredor Oscar Pistorius durante audiência do julgamento do caso da morte de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp (REUTERS / Siphiwe Sibeko)

O corredor Oscar Pistorius durante audiência do julgamento do caso da morte de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp (REUTERS / Siphiwe Sibeko)

D
Da Redação

Publicado em 22 de fevereiro de 2013, 13h04.

Pretória - Uma testemunha diz ter escutado uma acalorada discussão na casa do atleta sul-africano Oscar Pistorius antes do assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, do qual o corredor é acusado, disse nesta quarta-feira a promotoria.

Na audiência realizada no Tribunal da Magistratura de Pretória para decidir se será concedida a liberdade sob fiança ao atleta, o promotor, Gerrie Nel, apresentou argumentos contra a liberdade do atleta e revelou a existência da testemunha.

"Temos uma testemunha que diz que ouviu uma discussão contínua entre as 2h e as 3h da manhã do tiroteio", ocorrido na madrugada de quinta-feira passada, Dia de São Valentim (equivalente ao Dia dos Namorados no Brasil), e que acabou matando Reeva, afirmou Nel, citado pelo canal de notícias sul-africano "News 24".

Essa declaração contradiz a versão de Pistorius, de 26 anos, que ontem relatou que o casal jantou e foi dormir antes de um barulho despertar o corredor, que pensou que um invasor havia entrado no banheiro e deu vários tiros contra a porta sem reparar que sua namorada estava dentro.

Em declaração jurada lida por seu advogado, Barry Roux, o atleta negou a acusação de "assassinato premeditado" formulada pela promotoria.

Hoje, Nel apresentou como testemunha um policial, Hilton Botha, que chegou ao local do crime por volta das 4h15 locais.


"Encontrei a morta ao pé da escada. Já havia sido declarada morta (pelos médicos). Ela usava short branco e uma camiseta preta. Estava coberta com toalhas", relatou Botha.

O agente, com 16 anos de serviço na polícia, acrescentou que encontraram quatro telefones celulares, dois no quarto de Pistorius e dois no banheiro, mas que não foram utilizados "durante meses".

Esse dado também contradiz a versão apresentada ontem pelo atleta, quem garantiu que ligou para o serviço de emergência para que ajudassem a modelo, de 29 anos.

Além disso, a promotoria adiantou que poderia apresentar acusações por posse ilegal de munição contra Pistorius, pois a Polícia encontrou munição para uma pistola do calibre "38" e o corredor só tem permissão para uma pistola "9 mm", que ele admitiu ter por motivos de segurança na declaração jurada lida ontem.

Além disso, o fiscal Nel argumentou que se opõe à liberdade sob fiança porque Pistorius poderia fugir do país. "Existe o risco de que pegue um avião", disse.

Perguntado pelo juiz sobre quão grave é o crime, Nel respondeu: "É um crime muito grave. Uma mulher indefesa morreu a tiros".

A modelo apareceu morta na quinta-feira passada com quatro marcas de tiro na casa que Pistorius tem em Pretória.

O corpo de Reeva foi cremado ontem na cidade de Port Elizabeth, no sul da África do Sul, em cerimônia fechada na qual sua família se despediu da jovem.

*Matéria atualizada às 8h33

Últimas Notícias

ver mais
Ludmilla é a nova embaixadora de Havaianas no Brasil
Casual

Ludmilla é a nova embaixadora de Havaianas no Brasil

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Vargas Llosa, o último sobrevivente do boom latino-americano
Casual

Vargas Llosa, o último sobrevivente do boom latino-americano

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Veja de onde sairão os primeiros “carros do futuro” da BMW
Casual

Veja de onde sairão os primeiros “carros do futuro” da BMW

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Bilionário Richard Branson inaugura hotel de luxo na Espanha
Casual

Bilionário Richard Branson inaugura hotel de luxo na Espanha

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais