Solidão pode provocar problemas de sono, diz pesquisa

Estudo indica que pessoas solitárias têm sono mais fragmentado do que quem não é

São Paulo – A falta de um companheiro ou de amigos próximos pode levar a noites de sono mais fragmentadas do que as experimentadas por pessoas que não se sentem solitários, segundo estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

A pesquisa, publicada recentemente no jornal SLEEP, da Associated Professional Sleep Societies LLC, foi feita com um grupo de 95 adultos da área rural de Dakota do Sul.

Mesmo sentindo níveis diferentes de solidão, nenhum dos participantes era socialmente isolado. Depois de monitorar seus ciclos de sono, os estudiosos compararam essas informações com o grau de solidão de cada um.

A principal conclusão foi que, apesar de a quantidade de sono e a sonolência durante o dia não apresentarem grande alteração, as pessoas que se sentem mais solitárias acordam mais vezes durante a noite, o que prejudica a saúde e o descanso. Um resultado parecido com esse foi obtido em uma pesquisa de 2002, publicada pela American Psychological Society, com adolescentes estudantes.

Na época, a qualidade do sono foi relacionada à sua percepção de solidão e isolamento. Assim como no estudo mais recente, os participantes tinham um sono mais fragmentado na medida em que se sentiam mais solitários.

Para os autores da pesquisa mais recente, esses resultados indicam que, para ter uma boa noite de sono, a sensação de segurança no seu círculo social é imprescindível. Além disso, o sentimento de solidão e o isolamento social são conceitos diferentes, segundo eles.

Isso porque a solidão reflete o isolamento percebido pelo indivíduo ou seu sentimento de ser um “igual”, que pode revelar uma diferença grande entre as relações que ele deseja e as que ele possui na realidade.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também