Rituais ligados ao café dão o tom da nova coleção cápsula da Handred

Além das cores, as peças reúnem as sensações e os momentos ligados à bebida
Coleção Café, Chemise longa. (Fernando Mendes/Divulgação)
Coleção Café, Chemise longa. (Fernando Mendes/Divulgação)
J
Julia Storch

Publicado em 19/09/2022 às 08:17.

Última atualização em 19/09/2022 às 08:29.

O café é uma bebida que tem presença constante no dia a dia de muitos, seja em encontros ou fazendo parte de hábitos e rituais. No cotidiano do ateliê e das lojas da Handred, do diretor criativo André Namitala, não é diferente. O cheiro do blend de café feito, exclusivamente, para a Handred preenche esses ambientes como marca registrada. Por isso, a bebida, rituais e sensações ligados a ela inspiram a nova coleção cápsula da Handred, batizada de Café.

A temperatura, as fases do preparo e a textura do café são elementos que compõem o clima que a bebida traz e são as principais referências para as criações desta linha. Além do aroma inconfundível, o café também traz aconchego, sensação refletida nos materiais e nas modelagens, que buscam acolher as diversas formas dos corpos. O linho, a seda e o algodão, numa cartela de nuances neutras, terrosas e escuras, são usados para embasar uma calorosa coleção de transição entre o inverno e os dias quentes.

Os tecidos naturais ganham força com cores lisas, bordados, aplicações, recortes e encaixes precisos. Ainda para trazer a sensação de aconchego através das matérias-primas, a Handred introduz nesta cápsula um novo tipo de linho, que reluz discretamente e tem alta gramatura em trama tipo panamá. O tecido define de forma apurada e escultórica a silhueta das peças, ressaltando a modelagem.

Coleção Café, Camisa de seda bordada. (Fernando Mendes/Divulgação)

Os moldes e recortes, de linhas retas, dialogam com detalhes delicados, num contraste marcante. Um bom exemplo é a camisa de seda bordada com contas de madeira, em que cada ponto é um rococó feito à mão, remetendo aos grãos de café e fazendo referência ao toque amadeirado da bebida.

A cartela de cores explora os contrastes dos tons presentes nos vários estágios de preparar e apreciar o café. O preto é a bebida em estado puro, mas também há presença das nuances mais claras, como pingos de leite. Todos os tons remetem à terra, à madeira, ao brilho dos grãos, à opacidade do pó e até ao fosco da canela.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.