Quente ou gelado: saiba como consumir o saquê em diferentes temperaturas

Entenda sobre as categorias básicas de servir a bebida e as percepções que cada uma delas pode proporcionar para os consumidores
Além de gelado, o saquê também pode ser aquecido. (Melissa Tse/Getty Images)
Além de gelado, o saquê também pode ser aquecido. (Melissa Tse/Getty Images)
J
Julia Storch

Publicado em 19/09/2022 às 15:39.

Última atualização em 19/09/2022 às 15:42.

O saquê pode ser consumido em diferentes modos, tanto puro em temperatura ambiente, quente, e gelado, quanto em drinques. Mas, dependendo da temperatura, há alteração no sabor e aroma dos saquês.

Com a evolução nos processos de produção, surgiram variedades da bebida japonesa, como o Guinjo, que possui aromas e sabores mais refinados e delicados, o que pode ser alterado caso o saquê seja aquecido.

Para entender as nuances da bebida, a Azuma selecionou três categorias básicas de servir a bebida e as percepções que cada uma delas pode proporcionar para os consumidores. Além disso, Sonia Yamane, especialista em saquê, gastronomia e cultura japonesa, parceira da Azuma, dá dicas de como consumir e preparar drinques com o destilado.

Kan

O saquê aquecido, também conhecido como Kan, é uma das formas mais tradicionais de servir e consumir a bebida, como é feito durante o inverno japonês. Com o aquecimento, as notas florais e mais delicadas frutadas da bebida podem se dissipar.

Os saquês mais standard, que possuem menor complexidade de sabor e menos frutados, são ótimos exemplos de produtos para consumo aquecido. A recomendação é servi-los em temperaturas que variam entre 40ºC e 55ºC.

Hiya

Diferente dos saquês menos complexos, os exemplares premium e delicados perdem um pouco de suas características frutadas e sutis quando submetidos a altas temperaturas. Por isso, o saquê refrigerado, ou Hiya, vem se tornando uma forma cada vez mais comum de consumo.

Para manter os sabores finos do saquê, a sugestão é mante a bebida a 15ºC. É importante se atentar também a temperaturas extremamente frias, pois se servido desta maneira, o saquê também pode ter suas percepções de aromas e sabores ofuscados, recomenda-se não menos que 5ºC.

Temperatura ambiente

Servir a bebida em temperatura ambiente pode ser uma ótima opção para quem busca versatilidade e neutralidade. Todas as categorias de saquês podem ser servidas em temperatura ambiente sem que seus sabores e aromas específicos sejam modificados. Essa pode ser a melhor opção para quem ainda busca entender melhor as percepções, ou os prazeres gerais proporcionados pelos diferentes tipos da bebida.

Saquê refrigerado, ou Hiya. (kuppa_rock/Getty Images)

Quais são as diferenças sensoriais do saquê aquecido e refrigerado?

Quando a bebida está muito gelada, temos menor avaliação sensorial e isso não se resume somente ao saquê. O saquê é uma bebida com características delicadas e essas diferenças poderão ser notadas com maior nitidez de acordo com a temperatura. Aquecer o saquê também é uma questão polêmica, pois cada saquê possui uma temperatura interessante que expõe as melhores características da bebida. O ideal é atingir até 55ºC.

Qual o jeito correto de aquecer o saquê?

A melhor forma de aquecer o saquê é no banho-maria, pois a temperatura vai subindo gradativamente e uniformemente por toda a bebida. Porém, é importante que o recipiente esteja submerso em água.

Como escolher o saquê para fazer drinques, aquecer ou beber em temperatura ambiente?

O drinque normalmente preparado com saquê é a saquerinha (drinque que substitui a cachaça pelo saquê). Para a receita, recomendo utilizar um saquê mais refrescante com adição de álcool neutro. Este mesmo saquê também pode ser apreciado em temperatura ambiente ou aquecido. Outros rótulos que possuem grande versatilidade de temperatura são os saquês do tipo junmai, em que o álcool presente foi produzido apenas pelo processo de fermentação do arroz. Esse tipo de saquê tem o sabor do arroz mais presente.

Há receitas de drinques com saquê aquecido?

Existem vários drinques com saquê aquecido. No Brasil não temos muito costume de tomar bebida alcoólica quente, mas pense no quentão. O saquê não tem a potência de sabor de um vinho, mas pode surpreender pela maciez e delicadeza que resulta no drinque.

Receitas muito fáceis de reproduzir são: chá verde e chás em geral, café ou café com leite, quentão (reduzindo a quantidade de todas as especiarias). Não existe proporção certa.