Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Qual a taça certa para cada tipo de vinho?

Um guia completo para você entender de uma vez por todas qual taça usar e o porquê algumas são mais adequadas que outras

Como segurar a taça da maneira certa? Por que algumas taças são de vidro e outras de Cristal? Cada vinho requer um tipo de taça? Qual é a taça de vinho que devo escolher?

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Certamente algumas dessas perguntas (ou todas elas) já passaram na sua cabeça em algum momento da vida.

Seja para um brinde entre dois ou para um jantar em família, escolher a taça certa faz toda a diferença na hora de aproveitar tudo o que seu vinho tem a oferecer, passando pela aparência e pelo aproveitamento dos aromas.

Para responder de uma vez por todas o iceberg de questionamentos que envolvem as taças de vinho, a Casual EXAME e a Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, prepararam um guia completo sobre como escolher a melhor taça para cada tipo de vinho ou espumante.

Vinhos: escolher a taça certa faz toda a diferença na hora de aproveitar tudo o que seu vinho tem a oferecer.

Vinhos: escolher a taça certa faz toda a diferença na hora de aproveitar tudo o que seu vinho tem a oferecer. (Arte/Exame)

As dicas são das Sommelières da Wine, Cibele Siqueira e Paula Daidone. As artes são da EXAME.  Ao longo desta reportagem, você verá os tipos de vinho e rótulos que são mais apropriados para determinadas taças e entenderá o que deve pesar na sua decisão de escolher uma.

Priorize taças de cristal

O primeiro passo é sempre avaliar o material das taças, segundo a sommelière Cibele Siqueira. “Prefira taças de cristal a taças de vidro. A de cristal é mais fina, transparente e brilhante, o que ajuda na hora de avaliar o aspecto visual do vinho. Consequentemente, a de vidro é mais grossa e menos transparente, o que prejudica a aparência da bebida”, explica.

Além disso, a taça de cristal possui o chumbo como elemento chave, que permite benefícios como sua própria leveza. “O vinho consegue abrir mais seus aromas no cristal, enquanto fica tímido no vidro. Outro ponto é que para ver as lágrimas do vinho, as paredes finas e porosas da taça de cristal são melhores”, diz Cibele.

Mas a especialista reforça que tudo depende da ocasião. “É errado beber vinho em taça de vidro? Não! Assim como não é errado beber numa taça de acrílico, se for uma ocasião despojada, na praia ou piscina, por exemplo”, diz. 

Outra dúvida que muita gente tem é como segurar a taça. Segundo as Sommelières, as taças deves ser seguradas pelo pé ou pela haste, nunca pelo bojo. Assim, preserva-se por mais tempo a temperatura ideal do vinho.

Taças para vinhos tintos

De acordo com a Sommèliere Paula Daidone, as taças indicadas para os vinhos tintos são mais largas e bojudas, pois há a necessidade de aumentar a evaporação do álcool para deixar o sabor do vinho mais suave e seu aroma mais intenso.

Vinhos: as taças devem ser seguradas pelo pé ou pela haste, nunca pelo bojo.

Vinhos: as taças devem ser seguradas pelo pé ou pela haste, nunca pelo bojo. (Arte/Exame)

“A taça Bordeaux, que tem o bojo mais alto, estreito e a boca mais fechada, é indicada para vinhos encorpados e com maior carga tânica [Taninos são polifenóis de origem vegetal presentes nas cascas da uva. Quanto maior o nível de tanino presente, mais encorpado será o produto]. Estas são ideais para vinhos das uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah e Tannat", diz. 

Vinhos: as taças indicadas para os vinhos tintos são mais largas e bojudas

Vinhos: as taças indicadas para os vinhos tintos são mais largas e bojudas (Arte/Exame)

"Já a taça Borgonha possui um bojo bem grande e arredondado e é indicada para vinhos mais leves, com acidez elevada e menor carga tânica. Pinot Noir, Barbera, Nebbiolo, Gamay e Grenache podem ser servidos nesta taça”, recomenda a especialista.

Taças para vinhos brancos e rosés

Para vinhos brancos e rosés são indicadas taças de tamanho médio, para não esquentar muito rápido e para que as características aromáticas se concentrem. “A taça Chardonnay tem o bojo redondo e largo, lembrando muito a taça Borgonha. Os brancos encorpados, como os elaborados com Chardonnay, Semillon e Viognier, e os barricados são os beneficiados com esse tipo de taça", afirma Daidone. 

Já para os brancos leves e rosés, as taças ao estilo Sauvignon Blanc, que são mais altas e estreitas, são as ideais, pois minimizam o contato do vinho com o ar, mantendo sua temperatura e realçando seus aromas frutados. Pinot Grigio, Sauvignon Blanc, Alvarinho e Vermentino podem ser servidos nesse estilo de taça”, diz a Sommelière.

Vinhos: para brancos e rosés são indicadas taças de tamanho médio

Vinhos: para brancos e rosés são indicadas taças de tamanho médio (Arte/Exame)

Taças para espumantes

A taça tradicional dos espumantes é a flûte. O formato longo e estreito possibilita apreciar as borbulhas, ou perlage. Segundo Paula, esse tipo de taça inibe os aromas. “Por isso, atualmente, as marcas estão desenvolvendo taças para espumantes com mais bojo e boca mais aberta. Mas quando não tiver esse tipo de taça, pode degustar em uma taça Sauvignon Blanc que dará tudo certo”, comenta.

Vinhos: o formato longo e estreito possibilita apreciar as borbulhas dos espumantes

Vinhos: o formato longo e estreito possibilita apreciar as borbulhas dos espumantes (Arte/Exame)

Taças para degustação técnica

As provas de degustações de vinhos também possuem taças específicas, afinal, o tipo de taça interfere muito nos sentidos que os vinhos oferecem.

Segundo Paula, para fazer comparações, é necessário utilizar taças iguais. “É importante notar que cada taça foi desenvolvida para uma finalidade, desde colaborar na degustação, concentrando ou revelando aromas, até puramente estética. Dessa forma, provar um vinho em taças distintas pode lhe trazer percepções diferentes para cada tipo de vinho”, diz.

“Profissionalmente, utiliza-se a taça do tipo ISO para provar o vinho. Mas, caso ela não esteja disponível, o ideal é optar por uma taça com bojo redondo e paredes para dentro que evitem a fácil dissipação dos aromas. O bojo redondo é necessário para que não haja demasiada turbulência ao girar a taça. Uma dica é evitar taças com texturas e desenhos, mesmo que externos”, diz.

A Taça ISO é reconhecida como ISO 3591:1977. Ela deve ser feita de cristal transparente e liso, com, no máximo, 9% de chumbo. Possui 15cm de altura, sendo 10cm de corpo e 5cm de haste e base, com capacidade para 220ml. Ela pode ser utilizada para a degustação de todos os tipos de vinho, como espumantes, brancos, rosés, tintos e de sobremesa. Utilizando a ISO, temos um padrão na degustação sem interferência da taça.

 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

 

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também