A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Para Aramis, futuro da moda é casual, livre e sofisticado

A marca que é referência em vestuário masculino está inaugurando um novo conceito de loja que visa aproximar a moda do consumidor. No espaço, roupas confortáveis, mas chiques, ganham destaque

A Aramis, referência em moda masculina, está inaugurando neste mês de junho um novo conceito de loja.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor 

O espaço, localizado no shopping Pátio Paulista, em São Paulo, faz parte de um reposicionamento da marca, que também está ganhando um novo logo e quer conversar mais de perto com os consumidores de roupas casuais e sofisticadas.

Moda: o conceito da nova loja visa estreitar a relação entre o consumidor e a Aramis

Moda: o conceito da nova loja visa estreitar a relação entre o consumidor e a Aramis (Aramis/Reprodução)

O reposicionamento da marca faz parte de um movimento que surgiu, obviamente, em meio à pandemia.

Segundo Richard Stad, CEO da Aramis, nos últimos meses, as vendas de peças mais confortáveis, o que inclui camisas de algodão, malhas e polos, cresceram de forma inédita. "O cliente descobriu o quão bom é se vestir com conforto. Na Aramis, buscamos associar conforto à sofisticação", diz.

O projeto da loja nova, que se somará a mais de 80 outros estabelecimentos que a Aramis tem espalhados pelo Brasil, foi assinado pelo escritório de arquitetura Superlimão. O guia para a estética do empreendimento é inspirado no homem metropolitano, antenado à tecnologia e, claro, que gosta de se vestir bem.

Moda: o reposicionamento da Aramis faz parte do chamado "efeito home office", que vem mexendo com o mundo da moda

Moda: o reposicionamento da Aramis faz parte do chamado "efeito home office", que vem mexendo com o mundo da moda (Aramis/Reprodução)

Na loja, elementos como o quadro de titânio de uma bicicleta e o toque do couro de um banco de automóvel dão o tom, mas em num estilo minimalista.

Entre os acabamentos, uma pintura eletrostática em tom de cinza-claro traz o concreto aparente remetendo à grandes obras arquitetônicas. Já a fachada foi pensada para ser um grande painel com portas de correr, fazendo com que a loja toda se feche como uma caixa de ferramentas. "O conceito da nova loja visa estreitar a relação entre o consumidor e a Aramis", diz Stad.

Morte do Dresscode de escritório?

O reposicionamento da Aramis faz parte do chamado "efeito home office", que vem mexendo com o mundo da moda.

Com a possibilidade de trabalhar à distância e não precisar mostrar aos outros o que veste, clientes estão priorizando mais o conforto do que o estilo das peças. As indústrias de roupas, claro, estão de olho nesse movimento.

Para o CEO da Aramis, mesmo após o término da pandemia, o Dresscode dos escritórios deve sofrer transformações expressivas, o que já vinha acontecendo, mas agora tomou mais corpo. "O dresscode no trabalho perdeu força com a pandemia", diz. "Estamos assistindo a empresas tradicionais como bancos e escritórios de advocacia dando maior liberdade na hora de vestir, indo além da camisa social e da gravata. A cultura das fintechs, por exemplo, reforça que essa evolução do dresscode veio para ficar", complementa.

Se vestir com conforto, no entanto, não significa abrir mão da aparência. Na verdade, a Aramis pensa o contrário disso. "As pessoas estão cada vez mais livres para se vestir. O futuro da moda é casual, mas é também sofisticado", diz Stad.

Com essa premissa, a marca espera faturar 350 milhões de reais no ano fiscal de 2021, 19% mais que em 2019. O desafio, todavia, será concorrer com marcas que já investem em moda confortável há muito mais tempo.

 

 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na EXAME?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

 

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também