Outubro rosa: Evino doará 5 reais a cada garrafa de rosé vendida

Durante todo o mês de outubro, o e-commerce de vinhos repassará parte das vendas dos rosés para uma ONG; Em 2019, o valor levantado foi de R$ 84 mil

Pelo quarto ano consecutivo, o clube de vinhos online Evino doará 5 reais a cada garrafa de rosé vendida durante todo o mês de outubro. A Iniciativa faz parte da campanha nacional outubro rosa, que visa conscientizar mulheres sobre a prevenção do câncer de mama. Apenas em 2019, 60 mil novos casos foram registrados no Brasil. 

No ano passado, o e-commerce conseguiu arrecadar 84 mil reais com a campanha. Assim como nos últimos anos, o dinheiro arrecadado em 2020 irá para a ONG Américas Amigas, responsável pela doação de mamógrafos, exames de mamografia, ultrassom e biópsia, além de treinar e capacitar profissionais da área e promover iniciativas de conscientização e informação sobre o câncer de mama. 

“Este é o quarto ano consecutivo que realizamos a campanha de arrecadação para a Américas Amigas, por que acreditamos na importância do trabalho que a instituição realiza e temos orgulho em fazer parte dessa luta. Em 2019, conseguimos arrecadar R$ 84 mil e para este, ano queremos superar este resultado”, diz Eduardo Souza, chefe de marketing da Evino.

Desde 2016, quando aderiu a campanha, os valores arrecadados vêm subindo. Em 2019, por exemplo, o a marca arrecadou 50% mais em relação a 2016, primeiro ano da ação. “Graças aos valores já recebidos, cerca de 2 mil mulheres em situação de vulnerabilidade social em todo o Brasil puderam fazer seus exames gratuitamente”, afirma Andrea Pereira, Presidente da Américas Amigas.

Taça cheia

Este ano, a Evino conta com dois bons motivos para superar a arrecadação de 84 mil reais de 2019. O primeiro é que os rótulos rosés estão sendo cada vez mais bem recebidos pelos consumidores, principalmente nos dias mais quentes. O segundo é que com a pandemia, o consumo de vinho cresceu significativamente, o que vêm ajudando e muito os e-commerces e clubes da bebida.

De janeiro a junho, o consumo de vinhos e espumantes no país saltou, em média, de 2,13 litros (2019) para 2,37 litros (2020) por pessoa, um aumento de 11%, mostram dados da consultoria Ideal Consulting.

No segundo trimestre do ano, a alta foi ainda mais expressiva. Nos meses de abril, maio e junho, quando praticamente todo o país estava passando pela fase mais severa do confinamento, a média do consumo de vinhos por pessoa chegou a 2,81 litros, um crescimento de 72% em relação ao primeiro trimestre (janeiro, fevereiro e março). Ainda de acordo com os dados da Ideal Consulting, somente nos seis primeiros meses do ano, cerca de 200 milhões de litros de vinho foram comercializados no país, um aumento de 27,8% em relação ao mesmo período ano passado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.