Live icon 

Acompanhe ao vivo:  

Apuração das eleições 2022 em tempo real! Veja agora.

Online, Festa Literária Internacional de São Sebastião começa amanhã (27)

Até 30 de agosto, mais de 40 escritores, contadores de histórias, especialistas em literatura, músicos e poetas participarão do evento na internet
 (Jovan_epn/Getty Images)
(Jovan_epn/Getty Images)
G
Guilherme Dearo

Publicado em 26/08/2020 às 18:05.

Última atualização em 26/08/2020 às 20:22.

Os festivais de literatura não passaram incólumes pela pandemia do coronavírus. A Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) adiou o seu festival 2020, de julho para novembro. A Bienal do Livro 2020, no Rio, outro importante evento do setor literário, cancelou a edição desse ano - e agora só acontece em 2022.

Para outros festivais, a saída para manter sua programação e manter contato com o público foi transferir o evento para o online, assim como fizeram os festivais de cinema nos últimos meses, como Cannes e Tribeca.

A Festa Literária Internacional de São Sebastião (Fliss), que começa amanhã (27) e vai até 30 de agosto, foi um dos eventos literários a manter seus planos, adaptando-os para a realidade das lives. Se em sua primeira edição ela aconteceu na Casa Brasileira, em São Sebastião (SP), agora será gratuita na internet, com mais de 80 horas de programação no Facebook e no YouTube, incluindo mesas de debate, lançamentos de livros, entrevistas e workshops.

Em parceria com a Unicef e com organização do Instituto Mpumalanga, a Fliss 2020 contará com mais de 40 convidados, entre escritores, especialistas em literatura, artistas e poetas. Entre os nomes mais importantes do evento, estão Ignácio de Loyola Brandão, Mia Couto, Milton Hatoum, Noemi Jaffe, Sérgio Vaz, Fernanda Takai, Roberta Estrela D'Alva, Ondjaki, José Eduardo Agualusa e Carolina Rueda.

O evento também conta com apoio da Fundass-Fundação Educacional e Cultural de São Sebastião Deodato Sant’Anna e das editoras Melhoramentos, Dublinense, Aletria, Editora do Brasil, Editora de Cultura e da Livraria Cultura.

Adriana Saldanha, presidente do Instituto Mpumalanga e diretora geral da Fliss, explica que “o apoio do Unicef e a parceria voluntária de escritoras e escritores brasileiros e estrangeiros nos permitiram encarar o desafio de uma festa literária em ambiente virtual, com objetivo de conectar pessoas para promover a leitura, a escrita e o pensar literário no momento em que o mundo busca caminhos para o pós-pandemia.”

Programação

A programação gratuita acontece das 10h às 12h e das 14h às 22h, no Facebook e no YouTube. Também haverá eventos fechados, com inscrição via Symplia, com oficinas educativas e solidárias e encontros virtuais ao vivo com escritores. A preços simbólicos, a renda vinda desses ingressos será revertida para cestas básicas destinadas a comunidades de São Sebastião, impactadas pela Covid-19.

Confira alguns destaques:

27/08

20h – Mesa “Pela janela do quarto, que literatura vejo?”. Convidados: Patrícia Portela, Noemi Jaffe e Milton Hatoum | Mediadora: Alexandra Pericão - contadora de histórias Neste momento de isolamento dos corpos, qual o papel da literatura? Em que literatura podemos nos apoiar? Será possível prever qual literatura nascerá no pós-pandemia? | Gratuito.

28/08

20h – Mesa: “Onde mora minha literatura?” Convidadas: Fernanda Takai, Penélope Martins, Roberta Estrela D’Alva. | Mediadora – Patrícia Palumbo -jornalista. Prosa, poesia, teatro e música são alguns dos muitos lugares onde moram as escritas de nossas convidadas, que nos contarão sobre seus processos criativos e como agem para que se mantenham vivos e fortes nos dias atuais: algo mudou? | Gratuito.

29/08

17h – Eu na Sala Fliss – com Mia Couto | Você ao vivo na plateia online com um dos maiores nomes da literatura africana. | A jornalista Adriana Saldanha conversa com o escritor e pensador moçambicano, Mia Couto, e será a mediadora para participação do público, cara a cara com o escritor. Renda revertida para ajuda a famílias de São Sebastião, impactadas pela Covid-19. Duração: 1h30 min | 30 lugares | Inscrições na plataforma Sympla | R$ 80,00.

20h – Mesa: “Onde fincam meus pés?” Convidados: Ondjaki e Sérgio Vaz. | Mediadora: Daniele Ramalho. Nesta mesa, os autores nos contarão sobre o lugar, ou muitos lugares, de onde nascem suas literaturas, abrindo uma reflexão sobre como as escritas se projetam e se encontram no espaço cibernético: o quanto é ainda importante reconhecer onde nossos pés estão fincados? | Gratuito.

30/08

15h30 – Sala Fliss Diálogos – Biblioteca Viva – Tendências para os espaços públicos de leitura | Com Josélia Aguiar, diretora da Biblioteca Mário de Andrade, segunda maior da América Latina, e com Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social gestora das bibliotecas públicas do estado de São Paulo: Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos. | Conversa com o jornalista Claudio Leal. O que se discute hoje como tendência para as bibliotecas públicas, enquanto espaços de leitura e cidadania, e suas conexões com diferentes atividades culturais. | Gratuito.