Manoella Buffara é eleita a melhor chef mulher da América Latina

Buffara é chef e proprietária dos restaurante Manu, inaugurado em 2011 em Curitiba, e do Ella, inaugurado em 2019 em Nova York
A chef Manu Buffara (Manu Buffara/Divulgação)
A chef Manu Buffara (Manu Buffara/Divulgação)
J
Julia Storch

Publicado em 20/09/2022 às 19:05.

Última atualização em 20/09/2022 às 19:15.

Com 16 anos de carreira na gastronomia, a chef Manoella "Manu" Buffara tem motivos para celebrar nesta terça-feira, 20, ao ser eleita a melhor chef mulher da América Latina pela lista Latin America’s 50 Best Restaurants.

Chef e proprietária do restaurante Manu, inaugurado em 2011 em Curitiba, Buffara tem um currículo de peso em outras cozinhas pelo mundo, como o restaurante Noma, em Copenhague e no Alinea em Chicago.

O Latin America’s 50 Best Restaurants ressalta o trabalho da chef e o menu degustação vegetariano servido no Manu. "O prato principal final tem a forma surpreendente de cenoura com farinha de mandioca fermentada — um aceno para a crença de Buffara de que uma parte saborosa de uma refeição não precisa de um final com foco na carne. As bebidas combinadas são criativas e entregues com zelo: vinhos biodinâmicos seguem infusões de flores, misturas fermentadas e saquês fortes".

Além do Manu, em 2019 a chef inaugurou outro empreendimento, o restaurante Ella, em Nova York.

Nas redes sociais, a chef exaltou o reconhecimento do prêmio. "Ser reconhecida não só pela minha comida mas pela minha filosofia é uma honra que tenho orgulho de compartilhar com minha família e toda a equipe do Manu. Este é apenas o começo para nós, e pretendemos usar essa plataforma e o poder das vozes femininas para elevar Curitiba no cenário mundial e mostrar em primeira mão como o envolvimento da comunidade em torno da alimentação pode levar a uma melhor qualidade de vida para todos.”

Além de Buffara, as chefs Roberta Sudbrack e Helena Rizzo também já foram premiadas como melhores chefs femininas da América Latina em 2015 e 2013, respectivamente.

O melhor restaurante do mundo de 2022

O primeiro lugar do The World’s 50 Best Restaurants 2022 ficou com o dinamarquês Geranium, do chef Rasmus Kofoed. Mais de mil especialistas anônimos do setor de restauração e da indústria de hospitalidade, com equilíbrio de gênero entre os votantes e cobertura de 27 regiões em todo o planeta, participam da votação.

Cada jurado vota em dez restaurantes, em sua região de origem ou além, dependendo de sua capacidade de deslocamento nesses últimos 18 meses. A votação e os resultados são auditados de forma independente pela consultoria Deloitte.

Restaurantes brasileiros na lista dos 100 melhores do mundo de 2022

A Casa do Porco mostrou mais uma vez que não é preciso pompa para fazer comida de excelência. O restaurante de alta gastronomia caipira apareceu em sétimo lugar no The World’s 50 Best Restaurants, em edição comemorativa de 20 anos da premiação.

Partindo para o Rio de Janeiro, no discreto casarão no bairro de Botafogo, onde trabalha o premiado Alberto Landgraf, nada indica se tratar do requisitado Oteque, dono de duas estrelas do Guia Michelin, e agora, o 47º melhor restaurante do mundo. Qual é o segredo do bom restaurante? “Para mim, é quando o cliente come e sai com vontade de comer de novo”, diz o chef. Uma boa equipe e fornecedores de confiança são essenciais nessa equação.

Outros quatro restaurantes brasileiros apareceram na lista deste ano dos 100 melhores (sim, apesar do nome da premiação, o ranking elenca os 100 melhores estabelecimentos do mundo).

  • 53º lugar: D.O.M., de Alex Atala
  • 67º lugar: Evvai, com o chef Luiz Felipe Souza à frente
  • 78º lugar: Lasai, com Rafa Costa e Silva no comando da cozinha
  • 96º lugar: Maní, da chef Helena Rizzo

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.