DHPP investigará morte do vocalista Chorão

Segundo delegado, aparentemente Chorão estava sozinho no momento da morte, mas já foram requisitadas as imagens do circuito interno de segurança do condomínio

São Paulo - A morte de Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., será investigada pela Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O diretor da divisão, delegado Itagiba Antonio Vieira Franco, chegou ao prédio onde o artista foi encontrado morto, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, por volta das 7h40.

"O apartamento estava bastante deteriorado, mas pelo que se percebe não á algo de agora. A impressão é de que ele não limpava o local", disse.

Segundo o delegado, aparentemente Chorão estava sozinho no momento da morte, mas já foram requisitadas as imagens do circuito interno de segurança do condomínio.

Ainda segundo o delegado, a última vez que o vocalista foi visto vivo foi às 18 horas de segunda-feira, dia 4, pelo segurança dele. "Ele tinha marcado com o motorista de pegá-lo ao meio-dia de ontem (terça).


O motorista foi ao prédio e não conseguiu falar com ele. Depois, voltou à noite e novamente não conseguiu contato. Por conta disso, nesta quarta-feira pela madrugada decidiram entrar no apartamento para ver o que tinha acontecido".

Segundo Itagiba, Chorão foi encontrado de bruços. "É um sinal de que já estava ali há um bom tempo". O responsável pela investigação informou que foram solicitados o exame necroscópico e a perícia e disse que somente com o resultado dos laudos será possível apontar a causa da morte.

Às 7h55, o site oficial da banda estava fora do ar - depois passou a exibir apenas uma mensagem confirmando a morte do cantor. Pela manhã, a morte do músico era o assunto mais comentado do Twitter no Brasil e no mundo.

O corpo de Chorão será velado em Santos, no litoral paulista. O vocalista tinha 42 anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.