Copa América 2021 será disputada no Brasil

Após as desistências de Argentina e Colômbia, a entidade confirmou que o Brasil será o país-sede do torneio de seleções sul-americanas
Copa América 2021: a decisão surge horas depois da Argentina deixar de ser sede do evento por conta da pandemia da covid-19 (Luisa Gonzalez/Reuters)
Copa América 2021: a decisão surge horas depois da Argentina deixar de ser sede do evento por conta da pandemia da covid-19 (Luisa Gonzalez/Reuters)
André Martins
André Martins

Publicado em 31/05/2021 às 11:18.

Última atualização em 31/05/2021 às 11:52.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta segunda-feira, 31, que o Brasil será a sede da Copa América 2021.

O comunicado foi publicado na conta oficial da confederação no Twitter. A entidade agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e à CBF por "abrir as portas desse país" para o "evento esportivo mais seguro do mundo".

"O Brasil receberá a CONMEBOL CopaAmerica 2021! O melhor futebol do mundo levará alegria e paixão a milhões de sul-americanos. A CONMEBOL agradece ao presidente @jairbolsonaro e sua equipe, assim como à Confederação Brasileira de Futebol @CBF_Futebol", publicou.

Segundo a entidade, os locais das partidas e o calendário completo do torneio serão divulgados em breve. A ideia é colocar um grupo para jogar em Manaus e Brasília, o outro nos dois estádios do Nordeste. O Campeonato Brasileiro não será interrompido.

A última edição da competição também foi sediada pelo Brasil em 2019. A seleção foi campeã ao vencer o Peru por 3 a 1 no Maracanã.

A Copa América seria disputada pela primeira vez em sua história em dois países, Argentina e Colômbia, entre 13 de junho e 10 de julho. A Colômbia deixou de ser uma das sedes em 20 de maio, após semanas de protestos contra o governo do presidente Iván Duque. A Argentina deixou de ser uma das sedes no domingo, 30, devido à piora da pandemia de covid-19 no país. A Conmebol disse que a decisão foi tomada "considerando as circunstâncias presentes", sem dar maiores detalhes. 

A Conmebol havia anunciado no domingo que outros países tinham mostrado interesse em abrigar a competição de seleções sul-americanas. Os governos do Equador e da Venezuela enviaram propostas oficiais para receberem os jogos que seriam na Colômbia.

A seleção brasileira está no Grupo B do torneio, ao lado de Colômbia, Equador, Peru e Venezuela - a chave deve ser rebatizada como "Grupo A".

Premiação

No mês passado, a Conmebol anunciou um aumento na premiação da Copa América, com o campeão faturando US$ 10 milhões (cerca de R$ 57 milhões em conversão direta), além dos US$ 4 milhões (quase R$ 23 milhões) que cada seleção recebe por participar do torneio. Na edição anterior, o campeão levou US$ 7,5 milhões.

A entidade estima que, sem público e sem a participação das convidadas Austrália e Catar, o torneio dará um prejuízo de US$ 30 milhões.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.