Caetano Veloso critica proibição e canta para Manuela D'Ávila e Boulos

Caetano Veloso foi impedido pela Justiça Eleitoral de realizar uma live para arrecadar fundos para a campanha de Manuela D'Ávila

Impedido pela Justiça Eleitoral de realizar uma live para arrecadar fundos para a campanha de Manuela D'Ávila (PCdoB) à prefeitura de Porto Alegre, o cantor e compositor Caetano Veloso criticou a decisão e fez uma homenagem para a candidata em rede social. "Queremos te ajudar a arrecadar fundos. Confundir isso com showmício é tão absurdo quanto confundir jantar de arrecadação com distribuição de cesta básica", afirmou o músico. Caetano também dedicou a canção para o candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos.

No Instagram, o músico cantou Menino Deus, composta por ele após uma passagem pela capital gaúcha. Menino Deus é um bairro de Porto Alegre, arborizado e banhado pelo Lago Guaíba. “Menino Deus/Um corpo azul dourado/Um porto alegre é bem mais que um seguro/Na rota das nossas viagens no escuro”, diz um trecho da letra.

Após um juiz ter barrado, na segunda-feira, 12, a live por considerá-la ilegal, Manuela recorreu da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS). A ação na Justiça foi provocada pelo candidato Gustavo Paim (PP), adversário da candidata na corrida eleitoral em Porto Alegre.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.