Bonde de Santa Teresa volta a funcionar no Rio

Operação dos bondes de Santa Teresa estava suspensa desde o final de março por causa do coronavírus

A operação do sistema de bondes de Santa Teresa, bairro da região central do Rio de Janeirofoi retomada hoje (24). O serviço vai funcionar seguindo os protocolos de segurança sanitária da Secretaria de Estado de Saúde, Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde.

A circulação dos bondinhos tinha sido suspensa no dia 21 de março, devido à pandemia de covid-19.

A portaria da Secretaria Estadual de Transportes determinando o retorno foi publicada na edição de hoje (24) do Diário Oficial do estado.

Nesta primeira fase de retomada, o funcionamento vai ocorrer de segunda a domingo, das 10h às 16h. Segundo nota da secretaria, o horário pode ser estendido de acordo com a demanda. Os bondes partem a cada hora da estação Carioca, intercalando os trajetos para o Largo dos Guimarães e para o Dois Irmãos.

Será permitida a lotação de metade da capacidade de cada bonde, com no máximo 16 passageiros. O uso de máscara é obrigatório e a concessionária deverá fornecer álcool em gel 70% para os passageiros e funcionários.

Foi instalado um box para desinfecção viral na Estação Carioca, que borrifa uma solução antisséptica do pescoço para baixo, acionado por sensor de presença.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.